Páginas

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

A CULPA É DAS ESTRELAS...

Já dizia Freud “qual a sua responsabilidade na desordem da qual você se queixa?”. Enquanto não abrirmos os olhos para o nosso interior e percebermos qual é a nossa parte nas tristezas e frustrações pelas quais estamos passando, nada irá mudar.
O outro não é o culpado pela nossa infelicidade. Só é feliz com o outro quem consegue ser feliz sozinho. É preciso parar de ser pessoa metade, que depende de tudo o que está fora para encontrar a paz. É preciso deixar de receber os presentes que não são nossos, como a cara feia do outro, a arrogância, a prepotência. O que é dele é dele, e não é você quem vai fazer isso mudar. A única pessoa que você pode e deve mudar é você mesmo.
Acordar e começar o dia reclamando do que o outro fez ou faz não te levará a lugar nenhum. Colocar a sua vida a disposição do bom humor ou não de alguém é um desperdício de amor e tempo, e não deixa de ser um suicídio parcial.
Nos matamos um pouco a cada dia quando sofremos por não receber do outro o reconhecimento e a segurança que exigimos dele. Adoecemos quando não percebemos que não é o outro que veio ao mundo para atender as nossas expectativas e realizar os nossos sonhos.
Já chega! Dê um basta no sofrimento que te acomete. Assuma a responsabilidade e as rédeas da sua vida e da sua evolução. Deixe de ser criança birrona reclamando de tudo e de todos e olhe para as suas sombras, ilumine a sua caverna e cresça! Liberte-se do que não te faz bem, faça algo por você, se ame, tire um tempo no dia para se autoavaliar. Com certeza terá ensinamentos maravilhosos, com certeza se conhecerá um pouquinho mais e irá perceber o quanto é imperfeito e humano como o outro. E assim vai começar a enxergar a sua parte nessa desordem.
A vida é cheia de oportunidades diárias para que possamos evoluir. Nossos mestres são estas pessoas que nos lapidam, que nos testam, que provam todos os dias para nós mesmos o quanto somos pequenos e o quanto temos que aprender.
Culpar o outro é o pior caminho que podemos trilhar, pois a escolha é sempre nossa. Percebemos quando estamos evoluindo quando conseguimos enxergar que naquela briga, naquele problema, naquela desordem, tivemos a nossa parte. E tudo bem! A vida é assim, perceber, se arrepender, não repetir e seguir, errar novamente e levantar. Perdoar e se perdoar!
A culpa não é pra ser do outro e nem nossa.  Culpa nos faz sofrer, adoecer, envelhecer. Ela só serve para o nosso arrependimento e em seguida deve ser eliminada, pois como seres imperfeitos que somos, sempre teremos algo a melhorar.
https://amorpelapsicanalise.wordpress.com/

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

"Nem todos que começam conosco terminam conosco. 
Tenho aprendido isso com duras experiências. 
Qualquer um pode começar. 
Começar é fácil! 
Mas, a recompensa é para quem termina. 
Celebre as pessoas que permaneceram ao seu lado até hoje.  
São elas que merecem ocupar suas memórias."

DIY: caixa de sisal para organização

Ocorreu um erro neste gadget