Páginas

quinta-feira, 30 de junho de 2011

CONTRÁRIOS...

Imagine um inimigo como um benfeitor!
Ele vê em você qualidades que nem você vê!
É como o invejoso, ele sonha com coisas que você tem e nem sempre dá valor.
Por isso, leve a vida com mais alegria, saboreando cada pedaço das conquistas, sejam elas morais, físicas ou materiais.

Muita gente enxerga em você qualidades, defeitos, histórias, casos e até calúnias que não lhe pertencem, mas é a imagem que você deixa, porque as vezes fala demais, outras vezes fala de menos, ou anda sempre com a cara fechada, ou ri demais...
Tudo é motivo para te julgarem, e isso não é horrível?

Então, se você acha que é um horror ser julgado pelo que aparenta, ser invejado até pelo que não tem, examine-se, e veja se você também não anda fazendo a mesma coisa.
Será que você não anda valorizando demais, algo que nem merece a sua atenção?
Será que esse problema que você julga ser um "problemão", não é apenas uma preocupação que você queria evitar?
Será que essa montanha que você enxerga não é apenas um montinho metido a besta?

Examine-se rapidamente e descubra-se!
Você tem muito mais para dar, tem mais para aprender, tem muito para ensinar, mas tem que se gostar!
Tem que se valorizar, não se comparar, ser um pouco melhor a cada dia,
crescendo na certeza de que você é do bem.

Você acaba sendo espelho para muita gente, por isso, capriche na fisionomia,
arrume o seu melhor sorriso, ajeite os cabelos, e diga para a vida:
Com licença que eu vou passar!
Afinal de contas, você nasceu para brilhar!

Paulo Roberto Gaefke

NUM INSTANTE...

Num instante tudo muda, e a mudança que parece ser para pior, pode ser na verdade, a melhor possível, além das expectativas.
Tudo na vida segue uma ordem que aos olhos vagos da materialidade, parece uma colcha de retalhos de louco, sem nexo.
Principalmente quando vai contra aquilo que esperamos.

Lembro-me da Janete, uma amiga que aos 18 anos, sofreu um choque violento ao ser informada, dias antes de casar, que não haveria mais casamento, pois o João, seu namoradão, resolveu que não estava preparado para ser um homem casado.
Pois é, desistiu do casamento dias antes do evento, com casa alugada, mobiliada, alianças compradas...

Janete não entrou em depressão, entrou em "parafusão".
Ela mal sabia onde morava, e se perguntavam, mal se lembrava do nome.
O mundo acabou, quer dizer, ela jurava que o mundo dela havia acabado.


Chorou, gritou, esperneou e meu amigo Carlos, seu único confidente e amigo de todas às horas, consolou-a muito bem, mas consolou-a tão bem que, 3 meses depois, eles estavam casados...
Isso mesmo, Janete e Carlos casaram-se e hoje, quase 25 anos depois, eu que fui padrinho deles, posso afirmar: nunca vi casal tão apaixonado!


Ah! e o João, aquele que deveria ser e não foi, estava, pouco tempo atrás, puxando uma temporada na cadeia, tremendo "171”, estelionatário conhecido pela "boa vida"...
E a Janete, um dia, lá no passado, chorou pelo traste...


Pois é, a história é apenas para lembrar, que por pior que a situação pareça nesse instante, tudo pode ser revertido, e não duvido de nada, e peço, que você também não duvide.
Alias, se você não é chegado numa "fé" e desconfia de tudo o que é relativo a religiosidade, fique apenas com uma certeza: depois da noite escura, o sol nasce e volta a brilhar.


Mas, se você for daqueles que adoram uma lamentação, que choram pelo que não tiveram, pelo que não chegaram a possuir, saiba que o sol na verdade nunca foi embora, mesmo durante a noite ele permanece no mesmo lugar, quem muda de posição é a Terra, não o Sol.
Por isso, não se espante se o dia recomeçar com um Sol radiante, mesmo no inverno mais rigoroso, mesmo depois da maior tempestade.
Tudo é possível debaixo do Sol, até arrancar um sorriso do seu rosto que insiste em ficar enrugado pelas notícias que podem não ser tão boas assim.


Valorize a vida Janete!
Valorize a vida Pedro, João, Maria, Anderson, Silvana, Salete, Rosa,Plínio, e
principalmente você, que é único e antes que o dia termine, pode começar um novo tempo, de fartura, de paz, de amor e serenidade.
"O tempo não conta os minutos, conta experiências."
Seja Feliz!


Paulo Roberto Gaefke

quarta-feira, 29 de junho de 2011

O VERDADEIRO AMOR NÃO DÓI...

Quando um relacionamento amoroso acaba e ocorre a separação, somos impelidos a mudar nosso foco de atenção. Retornamos para dentro de nós e passamos a enxergar fatos que antes negávamos. Este processo é na maioria das vezes doloroso, porém nos propicia um imenso crescimento interior que não imaginávamos experimentar.

Tal crescimento se faz necessário para evitar a busca de outro parceiro idêntico ao anterior, pois as pessoas que atraímos apenas nos revela aquilo que realmente somos e podemos dizer que são nosso reflexo. Se nossa auto-estima é baixa, buscaremos sempre no outro o nosso contraponto.

Freud afirma que até os sete anos decretamos o papel que vamos viver na vida, e que todo homem que trás uma relação mal resolvida com sua mãe poderá ter um casamento confuso, complicado.

A famosa frase "Todo homem, no fundo, procura uma mãe e por isso não se casa com uma menina de vinte anos" revela que o homem busca a menina para viver alguns momentos. Ele experimenta, vivencia o momento de caçador para suas aventuras, mas busca a mulher "mãezinha" para casar, para ser aquela com quem viverá para o resto da vida, pressupondo que a mesma atenderá às suas necessidades físicas e emocionais.

Ao superar conflitos interiores, reconhecendo quem realmente somos, dispensando disfarces, é possível compreender que o prazer numa relação amorosa implica em ter consciência de nossa verdade interior. A grande sacada para um relacionamento saudável é reconhecer quem sou, onde estou, quais são meus pontos fracos e fortes, quais são as minhas fantasias. Raramente o ser humano está em seu presente, a maior parte do tempo está no seu passado ou no seu futuro, e na verdade é necessário viver o aqui e agora e não ficar amarrado no passado ou projetando sua felicidade no futuro.

Devido a este inadequado padrão de pensamento, a maior parte das pessoas acha que o grande amor é ilusão e que apenas o seu vizinho é merecedor de viver um grande amor. Isto porque, ao desconhecer seu poder interior, não se dão conta que a fonte de amor está dentro de si. Ao contrário, esperam que o outro venha lhe fazer feliz, que o outro venha atender aos seus desejos.

Ao conviver com a solidão, é comum as pessoas atribuírem à pessoa desejada a responsabilidade pelo seu bem estar:

- Preciso de alguém que seja confiável!
- Preciso de alguém que tenha o meu nível cultural e social!

Fica evidente que, na maioria das vezes, não se fala nada sobre o outro, não se pensa nele, apenas o pedido que corresponda às suas expectativas é importante. Assim, não se ama o outro como ele realmente é, mas sim como gostaríamos que fosse.

Uma das formas de ampliar a consciência é mudar algumas atitudes em nós mesmos, buscando um novo padrão de pensamento e entrando em nova sintonia, assim atrairemos o que realmente desejamos, uma vez que a fonte somos nós, destruindo a crença de que a minha felicidade está em poder de outra pessoa.

"Ao descobrir que o outro me faz feliz porque me faz crescer, percebemos o quanto é gostoso brincar de viver" (Guilherme Arantes).

Conscientes de que ninguém tem o poder de nos fazer felizes ou infelizes sem a nossa permissão, podemos iniciar um novo ciclo reconhecendo que nada é mais prazeroso que um amor saudável, descontraído e principalmente sem dores. Afinal, o verdadeiro amor não dói, quando dói não é amor, é apego.

UMA AMEAÇA AO AMOR...

Desconfianças constantes, interrogatórios diários, irritação ao ver a pessoa amada bem produzida... Quem já experimentou tais comportamentos sabe o quanto uma relação amorosa fica desgastada após uma crise de ciúme.

Trata-se de um sentimento negativo e não é indicativo da presença de um intenso amor mas, pelo contrário, revela a insegurança em relação aos sentimentos do parceiro, a necessidade de interferir sobre o outro e, principalmente, o medo da perda.

O ciúme traz dor pois é gerado por uma intensa desconfiança, na maioria das vezes infundada, valorizando o sofrimento e como sabemos o verdadeiro amor não dói, quando dói não é amor, é apego! Na realidade existe um grande medo de lidar com as próprias frustrações e perdas, além de uma sensação de inferioridade.

É comum pessoas ciumentas imaginarem perder seu amor para alguém "maravilhoso", bem melhor e mais qualificado. Quando isso ocorre é importante verificar atentamente os motivos do medo da perda. Resgatar a auto-estima se faz necessário, pois existem sinais claros de que algo a incomoda internamente. A baixa auto-estima faz parte de um processo e tem a ver com o modo que a pessoa se sente consigo mesma. Portanto, ao valorizar-se percebendo seus pontos positivos, fica mais fácil gostar de si e naturalmente doar seu amor ao outro.

Sessões terapêuticas podem ser um dos recursos viáveis para a conquista de um caminho mais breve e verdadeiro, pois um profissional possibilita descobrir quem realmente somos. Assim, reconhecendo suas falhas, adquirindo melhor domínio sobre si, não haverá espaço para nenhum sentimento negativo interferir no relacionamento.

Vale lembrar que cada ser humano é especial e único. É fundamental reconhecer que o outro está ao seu lado porque ama você e porque escolheu você. Afinal, ninguém é obrigado a manter um relacionamento.

Há casos em que o parceiro quer justificar um comportamento inadequado ou até mesmo agressões físicas e morais decorrentes de uma crise de ciúme, baseado na célebre frase: "Meu amor é verdadeiro, por isso sinto ciúme". Mas será que é possível relacionar amor com um sentimento de posse?

Amor é um sentimento inexplicável: puro, nobre, gostoso, prazeroso, saudável, doce, suave, manso. É também quente, forte e incondicional. Enfim, não combina em nada com o que conhecemos por ciúme.

Pessoas mais amadurecidas e otimistas administram e controlam bem suas emoções e são capazes de reconhecer e valorizar a magia da incerteza, uma vez que esta é a responsável pela "graça" do bem viver!

AMADURECER TAMBÉM É COLOCAR-SE NO LUGAR DO OUTRO...

Nosso crescimento emocional vai possibilitar a sustentação e valorização de nossas relações interpessoais (amorosas e sociais). O respeito deve permear todas as nossas relações pessoais: pais e filhos, marido e mulher, amigos, namorados, parceiros de trabalho, afinal, todos merecem respeito e, evidentemente, a reciprocidade se faz necessária.

Enquanto vivermos em sociedade precisamos lembrar da antiga porém valiosa máxima, "meu direito termina onde começa o do outro", mas, infelizmente, nem todos foram acostumados a reconhecer seus próprios limites e, assim, ocasionam conflitos e até mesmo o rompimento de valiosos vínculos amorosos.O limite entre o nosso respeito e o do outro é extremamente frágil e é importante reconhecer os sinais que podem nos alertar a prestar mais atenção no outro e principalmente reconhecer que, apesar de"parecidos", somos pessoas "diferentes" . Então, às vezes torna-se difícil nos colocarmos no lugar do outro, uma vez que sempre carregamos nosso código de valores e muitas vezes exigimos do outro um comportamento ou atitude igual à nossa e, assim, entramos no outro com a "nossa" alma. Desta forma, podemos julgar inadequadamente determinadas condutas pelo simples fato de serem diferentes daquela que teríamos, além de esquecermos que é impossível prever o tipo de reação que uma pessoa teria frente à uma certa situação. Esquecemos que o outro é um ser independente de nós, que carrega consigo sua história de vida, suas dores e feridas, sucessos e fracassos, ressentimentos, ilusões, receios, sonhos, etc. Imaginar o que se passa dentro do outro pode gerar sérios enganos sobre a outra pessoa e ainda gerar imensa angústia e decepção se formos tratados inesperadamente de maneira ríspida, indiferente ou até mesmo agressiva pois, afinal, como é possível uma atitude tão oposta daquela que merecemos, ou ainda, como pode alguém agir de forma tão divergente da nossa?


Realmente é difícil aceitar que não sabemos conviver com a verdade de que somos diferentes uns dos outros e que experimentar a dor pelo fato de o outro não se comportar de acordo com nossas expectativas é prova de inexperiência emocional. Seria interessante mudar a nós mesmos e deixar de esperar que o outro se comporte sempre de acordo com nossas idéias e convicções. Ao entender as diferenças entre as pessoas, poderemos articular mais saudavelmente nossa capacidade de tolerância diante dos mais variados pontos de vista e trocar aquilo que imaginamos ser ofensas por diferenças de opinião.

segunda-feira, 27 de junho de 2011

VIVER O AMOR...

Foi o amor que trouxe esse sorriso no seu rosto?
Parece que a sua pele brilha sem creme, os olhos sorriem e transmitem alegria, a boca mexe-se com certa ansiedade, e as mãos, parecem querer abraçar o mundo.
Frutos dessa paixão?

Não há eletrocardiograma para marcar o compasso do coração apaixonado, mas há exames que indicam o quanto você está feliz.
É o exame do olhar exterior:
quem te vê, sabe que algo mudou,
quem te viu, não vai reconhecer,
e quem se aproximar, vai sentir essa explosão de ternura,
é o fruto do sentimento que perdura.


Ah! o coração apaixonado é capaz de deliciosas loucuras, de fazer o mais tímido se soltar, o falante ficar emudecido, o triste rindo a toa, o sereno, intranquilo, o sábio, um tolo contente, e a vida numa boa...

E de tanto contentamento, o amor não cabe em si, é preciso espalhar-se, por isso, o amor é semente, que cresce em corações distantes, e se perpetua no calor dos amantes, daqueles que se descobrem, ainda que por instantes,
almas-gêmeas do sentimento, que arde sem queimar, dá um frio na barriga em dia de muito calor, e esquenta a madrugada gelada, com a quente presença da pessoa amada.

Ah! feliz de quem já viveu o amor, ainda que tenha passado, ainda que tenha dado errado, ficam na boca e no corpo, marcas indeléveis, presença eterna do sentimento que marcou, e mesmo que tenha restado somente a dor, pobre de quem ainda não experimentou o amor.


Eu acredito no amor!
Paulo Roberto Gaefke

domingo, 26 de junho de 2011

LIÇÃO DE MESTRE...

Certo dia, num grande castelo, com a morte do Guardião, foi preciso encontrar um substituto. O Grande Mestre convocou, então, todos os discípulos para determinar quem seria a nova sentinela. O Mestre, com muita tranqüilidade, falou:

- Assumirá o posto o primeiro que resolver o problema que vou apresentar.

Então, ele colocou uma mesinha magnífica no centro da enorme sala em que estavam reunidos e, em cima dela, pôs um vaso de porcelana muito raro, com uma rosa amarela de extraordinária beleza a enfeitá-lo, e disse apenas:

- Aqui está o problema.

Todos ficaram olhando a cena: o vaso belíssimo, de valor inestimável, com a maravilhosa flor ao centro.

O que representaria? O que fazer? Qual o enigma? Neste instante, um dos discípulos sacou a espada, olhou o Mestre e os companheiros, dirigiu-se ao centro da sala e .... ZAPT...... destruiu tudo com um só golpe.

Tão logo o discípulo retornou ao seu lugar, o Mestre disse:

- Você será o novo Guardião do Castelo.

Moral da história:
Não importa qual o problema, este precisa ser eliminado. Um problema é um problema. Mesmo que se trate de uma mulher sensacional, um homem maravilhoso ou um grande amor que se acabou. Por mais lindo que seja ou tenha sido, se não existir mais sentido para ele em sua vida, tem de ser suprimido.

sábado, 25 de junho de 2011

TRANSTORNO E FRUSTAÇÃO...

Quando ficar irritado, frustrado ou impaciente, lembre-se do que é realmente importante na sua vida. Pergunte-se se vale mesmo a pena gastar seu tempo e energia com tanto transtorno e frustração.

Às vezes reagimos por força do hábito e nos irritamos com coisas que na realidade não têm importância. Este tipo de comportamento gasta uma energia enorme, que poderia ser direcionada para o que realmente importa.

Quando você começa um novo dia, antes de ser atropelado por prazos de entrega, "precisamos disso" e "queremos aquilo", reserve um momento para pensar no que é realmente importante para você. Coloque tudo isso em perspectiva. Concentre-se no todo, que essas pequenas coisas ajudarão a ir na direção certa.

RADAR...

Deus, na sua maior criação, colocou a disposição do homem vários instrumentos: dois olhos, uma boca e dois ouvidos bem abertos.

Os ouvidos, numa simples comparação, deveriam funcionar como um bom radar. Por isso é que eles foram colocados ao lado da mente, para serem grandes auxiliares na percepção para a vida.

Saber usar este instrumento poderoso é abrir os canais do conhecimento humano, dando à nossa mente a oportunidade de absorver o maior número possível de informações que, se bem trabalhadas, aumentam as nossas perspectivas de conquistarmos bons resultados, tanto na nossa vida profissional como na vida sentimental.

Aprenda a ouvir bem, e a vida lhe dará um show à parte.

quinta-feira, 23 de junho de 2011

EXPECTATIVAS...

Sabe o que se deve fazer quando nossas expectativas não são atendidas por alguém ou algum evento? A coisa mais simples e, ao mesmo tempo, mais difícil: NADA!


Para início de conversa: NÃO SE DEVE CRIAR EXPECTATIVAS! Isso mesmo! Criar expectativas é esperar que algo aconteça da forma que ACHAMOS que deva acontecer.

Só que o Universo funciona INDEPENDENTE DA NOSSA VONTADE, segundo regras próprias e muito acima do nosso controle.

Claro que isso não invalida que FAÇAMOS A NOSSA PARTE: AGINDO, TRABALHANDO, PEDINDO, INFLUENCIANDO, ORANDO, VIVENDO,...

No final,... o que tiver que ser, será. Ou não.

Fernando Sarmento

VOCÊ TEM SORTE?

Considere ainda que se você acordou hoje mais saudável que doente, você tem mais sorte que um milhão de pessoas que não verão a próxima semana.
Se nunca experimentou o perigo de uma batalha, a solidão de uma prisão, a agonia da tortura, a dor da fome, você tem mais sorte que 500 milhões de habitantes no mundo.
Se você pode ir à igreja sem o medo de ser bombardeado, preso ou torturado, você tem mais sorte que 3 milhares de pessoas no mundo.
Se você tem comida na geladeira, roupa no armário, um teto sobre sua cabeça, um lugar para dormir, considere-se mais rico que 75% dos habitantes deste mundo.
Se tiver dinheiro no banco, na carteira ou um trocado em alguma parte, considere-se entre os 8% das pessoas com a melhor qualidade de vida no mundo.
Se seus pais estão vivos e ainda juntos, considere-se uma pessoa muito rara.
Se puder ler esta mensagem, você recebeu uma dupla bênção, pois alguém pensou em você e você não está entre milhões de pessoas que não sabem ler.
E faz parte de 1% da população que possui computador.
Vale a pena tentar...

Ame como se ninguém nunca o houvesse feito sofrer.
Trabalhe como se não precisasse do dinheiro.
Dance como se ninguém estivesse olhando.
Cante como se ninguém estivesse ouvindo.
Viva como se aqui fosse o paraíso.

A CONFIANÇA QUE A SINCERIDADE TRAZ

O desejo sincero de ser útil, de contribuir, nos dá confiança nas situações difíceis – telefonemas de vendas, entrevistas de emprego, discursos em público, confrontos, pedidos de ajuda, solução de diferenças.
Quando você é realmente sincero no seu desejo de ajudar, isso será percebido. Você terá uma confiança natural e uma eficiência que só aparecem quando o que você está fazendo tem valor.
Considere com cuidado o que você tem a oferecer e o que você pode fazer pelo outro. Como seu relacionamento irá beneficiá-lo? Agora pense em como você se sentiria se alguém ligasse para você e mostrasse real interesse em ajudar. Não seria maravilhoso?
O desejo sincero de ajudar é mais do que uma intenção. Inclui a determinação de estar adequadamente preparado e fazer aquilo que lhe colocará na posição de poder ajudar.

RESPONSABILIDADE POR SUA VIDA...

Qual é a chave do sucesso? Qual é a melhor estratégia para se extrair o melhor da vida?
Depende.
Depende do momento, de suas habilidades, da sua personalidade, do que você quer, do que você sabe e de quem você conhece. Não existe uma resposta certa para todos, mas existe uma resposta certa para você.
Ninguém pode dizer o que é certo para você neste momento. Não existe nenhuma fórmula secreta que funcione para todos. Depende de você ser responsável pelo seu destino, pelas suas ações, pelo seu futuro, pelo seu próprio sucesso e realização.
Assuma a responsabilidade por sua vida e você começará a realizar o seu destino.

NADA PODE SER...

Nada pode ser mais forte que o sorriso dado por uma pessoa a outra que chora sem saber o motivo.
Nada pode ser mais convincente que a mão amiga da criança desconhecida quando toca o rosto do pobre que se esconde pelas ruas da cidade.
Nada pode ser mais tocante que o velho que perambula como se buscasse o restante dos dias que faltam em sua vida.
Nada pode ser maior que o carinho da mãe que olha para todos os seus filhos da maneira mais doce que pode existir no mundo.
Nada pode ser melhor que o consolo dado pelo ser humano feliz àquele que padece de tristeza e sequer sabe porque vive.

FAÇA DE CONTA...

Faça de conta que a tristeza não existe e que seu coração pode se consolar facilmente com qualquer coisa.
Faça de conta que os problemas só aparecem de vez em quando e são solucionados num piscar de olhos, sem muito esforço.
Desafie o tempo e corra de peito aberto ao encontro da vida e da felicidade como um todo.
Desafie os inimigos, seja superior a todos eles e marque um encontro com seu verdadeiro eu, se possível todos os dias.
Faça de conta que o mundo escuro pode ser claro, límpido, transparente, como as almas dos anjos que olham por nós.

COISAS DO CORAÇÃO...

Para viver intensamente, de verdade mesmo, precisamos estar conscientes da beleza, do ritmo e da expressão mais criativa que podemos manifestar nos momentos de inspiração.
Temos um poeta dentro de nós que às vezes se manifesta, outras, não...
Ele pode saltar de alegria e se expressar quando notamos a grandeza da vida e sintetizamos em linguagem clara e simples tudo que vem do coração.
Você, mais do que ninguém, sabe achar a exatidão das coisas nos atos mais simples daquilo que faz diariamente.
Pode ser um beijo, um abraço fraternal ou um simples olhar dirigido ao desconhecido que passa ao lado.
Tudo isso é válido, desde que seja verdadeiro.

quarta-feira, 22 de junho de 2011

MUDE SUA ROTINA...

Você anda meio aborrecido com tudo? Cansado do seu trabalho diário? Sem vontade de estudar? Perdeu o gosto pelas coisas? Então está na hora de você mudar de rotina de vida!

No mundo moderno o maior causador de estresse é o acumulo de energias humanas em ações repetitivas. Concentre-se neste momento de reflexão e quebre algumas regras e paradigmas.

Mude hoje mesmo os seus padrões de trabalho, as suas rotinas operacionais, as suas atitudes e os seus hábitos familiares. Aproveite o dia para sair pelo mundo a divagar, com o pensamento bem longe da realidade e muito próximo dos sonhos.

Saia para tomar um sorvete às três da tarde, bem na hora do expediente. Quem sabe, convidar um amigo para aquele bate papo gostoso no meio da tarde.

Desde já fique sabendo de uma verdade: o mundo e as coisas ao seu redor não irão parar porque você resolveu dar algumas horas de folga pra você mesmo.

terça-feira, 21 de junho de 2011

MARQUE UM ENCONTRO...

Marque um encontro com a ALEGRIA, ali, bem na esquina da sua casa.
E, por favor, marque durante o dia, sem medo da luz que o sol irradia, sem ouvir os passarinhos que ainda cantam, em meio a cidade cheia de fumaça, em meio ao mundo que corre e amordaça, em meio ao turbilhão que é a sua vida.

Marque um encontro com a Paz, de preferência, bem na porta da sua casa, onde tudo começa, onde nada se disfarça, mas, onde infelizmente nem tudo é revelado.
Onde a raiva não se esconde nos cantos, onde a frustração por vezes é tão gritante, como aquela foto amarelada na estante.

Marque um encontro com a Sabedoria, de preferência, dentro de você, onde a "Luz e as Trevas" se debatem, onde o amor quer se sobrepor, mas nem sempre é capaz de se fazer maior, e o ódio passa em nuvens escuras.
Receba o convite para pensar, e medite na sua vida, no seu falar, não esconda seus pensamentos, não fuja de você, encontre-se, ainda que de forma dolorosa.
Melhor se conhecer, melhor se rever, melhor é buscar essa ALEGRIA de viver, entre o que você é, e o que deseja ser, para finalmente, encontrar a PAZ interior, e dela fazer uma ponte para o mundo, para viver uma vida de categoria, ser espelho para sua família,
isto sim, é viver com Sabedoria.

Que assim seja!
Paulo Roberto Gaefke

sexta-feira, 17 de junho de 2011

PENSAMENTOS...

"Ninguém vê o mundo exatamente da mesma forma que você. Não permita que discordâncias com outras pessoas se transformem numa desculpa para o ódio e para o ressentimento." (John Dryden)


"Você pode respeitar e compreender as opiniões dos outros sem necessariamente ter que concordar ou permitir que elas tirem vantagem de você. Frequentemente, você pode aprender muito mais com alguém que discorda de você do que com quem concorda com você.


Quando você se recusa sequer a ouvir uma opinião diferente, esse é um claro sinal de fraqueza e insegurança. Porém, em contraste, quando você respeita e dá as boas vindas à opinião de outros, isso fortalecerá a sua confiança nas suas próprias convicções."


Quão insípida e estagnante seria a vida se todos nós fossemos iguais! Alguns dos nossos mais preciosos tesouros vêm da rica diversidade de opiniões e perspectivas. Todos nós vivemos melhor, quando vivemos juntos, concordando em discordar, com respeito, compreensão e cooperação."
(Nélio da Silva)

BARCOS DA VIDA...

Vida sem compromisso, sem lutas, é como barco em mar sem vento, é como carro sem combustível, bicicleta sem pedal...

Ai daquele que se acostuma com o que parece "seu", tudo vai ser tirado de repente.
Ai daquele que acredita que possui alguém ou alguma coisa, nada vai lhe restar senão a dor da solidão, um longo tempo para reflexão.


Ai daquele que insiste em viver do passado, o tempo vai lhe roubar o que deixou de viver,
e quando acordar, quem sabe o que vai lhe restar?


Pegue os remos da sua embarcação, tome coragem para mudar o rumo desse barco, não deixe que façam o seu caminho, nem escolham o seu destino.
A vida é sua, o roteiro é seu, e felicidade é tesouro pessoal, que só podemos compartilhar, dividir, quando a possuímos.

Não espere ser feliz com a felicidade dos outros.
Não se anule em nome de nada e nem de ninguém.


Um dia, mais cedo ou mais tarde, somos chamados, pelo Tribunal da Nossa Consciência, para dar conta dos atos e atitudes que praticamos, para ver o que eles fizeram de bem e de mal para nós mesmos.
Ai de quem, na hora da pesagem, descobrir, que pouco fez para a sua felicidade.
Que viveu uma ilusão, um amor fracassado, uma maneira errada de amar, de viver e se entregar e ficou preso ao sonho que virou pesadelo.


O preço das escolhas erradas, quase sempre é muito caro, é solidão, desânimo, desgosto, cansaço...


Antes que o julgamento venha, pegue os remos do seu barco e escolha a direção, ouça o que diz o coração, mas escute a razão.
Só então, mude o rumo e siga de verdade, rumo ao bem estar, rumo a sua felicidade.


Paulo Roberto Gaefke

quarta-feira, 15 de junho de 2011

CHAMA DIVINA...

Ao olhar para tudo o que acontece no Universo que conhecemos,
você perceberá que nada acontece por acaso.
Nada é jogado ao vento, nem se move sem razão.
Estrelas, satélites, planetas, marés, ventos e direções,
seguem um plano ordenado, e podem ser acompanhados por equipamentos.
Se em tudo, existe um motivo, uma rota, um destino,
porque seria diferente com o ser humano?

Somos exatamente aquilo que vamos criando,
com nossas experiências, com nossos estudos, desejos...
Quando nos entregamos aos desejos da carne,
sentimos que tudo fica tão "sem graça", tudo passa tão rápido.
Ao contrário, quando nos entregamos aos desejos da alma,
a contemplação da vida, das pessoas e de nós mesmos,
descobrimos um mundo totalmente novo
que vai revelando coisas novas a cada instante.


Alma querida,
só você pode mudar o que não está de acordo com o seu desejo.
Só você pode virar esta ou aquela rua, comer esta ou aquela refeição,
fumar este cigarro que mata,
beber esta bebida que tira os sentidos,
usar a droga que finge libertar,
enquanto aprisiona cada vez mais a sua alma.


Alma querida,
só você pode escolher onde seus passos vão te levar.
Por isso, pense...reflita...analise os prós e os contras,
afinal de conta, quem vai receber os frutos daquilo que você plantar,
é a pessoa mais importante na sua vida: você mesmo.


Alma querida,
sorria para a vida que se expressa de mil formas,
e em todas elas, a que mais se destaca, o amor Universal,
te abraça agora em forma de brisa, de chuva miúda,
de frio da tarde, ou do calor do Sol que a todos ilumina,
sem distinção, sem se importar com nenhuma qualidade que julgámos importante.
Não se julgue.
Não se compare.
Não se exalte.
Tudo é luz, inclusive você, chama divina que tudo pode.
Eu acredito em você


Paulo Roberto Gaefke

CHAMA DIVINA...

ATITUDE E TEMPERAMENTO: Palavras de Sucesso!

“Você é contratado pela capacidade, mas é demitido por causa do temperamento.”

Todos nós nascemos com carisma, com dons e talentos que nos tornam únicos. Todos nós temos alguma qualidade que sobressai, que nos faz brilhar, mas o caráter se desenvolve com o tempo.

Tenho sempre colocado em minhas palestras que a atitude é a palavra mais importante do dicionário assim como o amor é a palavra mais importante do mundo. Quando elas se juntam é certeza de sucesso assim como a união de conhecimento com criatividade.


As pessoas podem acompanhá-lo pelo carisma por uma semana, um mês ou talvez dois, mas o temperamento faz com que as pessoas gostem de você por toda a vida.

Uma pesquisa feita em Harvard com 5.000 pessoas demitidas mostrou que 89% delas tinham sido eliminadas pelo temperamento e não por falta de capacidade.


Quando você vai procurar emprego, é contratado pela capacidade, mas, quando é demitido, é por causa do temperamento. Nenhum chefe quer ter na equipe uma pessoa que rende 100%, mas que seja intolerável.


Com certeza ele vai escolher a que rende 50% ou 60%, mas que tem capacidade de se relacionar. Numa promoção entre a competência e a lealdade eu fico com a última porque competência eu ensino, lealdade não.

Conhecemos o valor de Davi graças a Golias, por ter sido ele quem despertou a coragem que Davi sempre teve. Davi não se colocou perante Golias para fazer alarde de sua coragem, ele sempre a teve e foi para o enfrentamento por duas razões de temperamento: o medo dos soldados de Israel e pela provocação de Golias que o despertou.

Pense bem, você não precisa ser forte, nem sábio, nem prudente, nem eloqüente, nem ligeiro. O mais importante na vida é ter atitude e não desistir. Nunca comece voltando ao passado. Seu presente não será construído com os retalhos do passado. O êxito de ontem não servirá para o sucesso de hoje. A atitude de hoje sim.


Conclusão: O problema não forma o seu caráter, a única coisa que faz é mostrá-lo.

Pense nisso, um forte abraço e esteja com Deus!


Giclér Regina

RENÚNCIA...

Chora de manso e no íntimo... procura
Tentar curtir sem queixa o mal que te crucia:
O mundo é sem piedade e até riria
Da tua inconsolável amargura.


Só a dor enobrece e é grande e é pura.
Aprende a amá-la que a amarás um dia.
Então ela será tua alegria,
E será ela só tua ventura...


A vida é vã como a sombra que passa
Sofre sereno e de alma sombranceira
Sem um grito sequer tua desgraça.

Encerra em ti tua tristeza inteira
E pede humildemente a Deus que a faça
Tua doce e constante companheira...

Manuel Bandeira

terça-feira, 14 de junho de 2011

COMO MANTER-SE JOVEM...

1. Deixe fora os números que não são essenciais. Isto inclui a idade,o peso e a altura.
Deixe que os médicos se preocupem com isso.


2. Mantenha só os amigos divertidos. Os depressivos puxam para baixo.
(Lembre-se disto se for um desses depressivos!)


3. Aprenda sempre:
Aprenda mais sobre computadores, artes, jardinagem, o que quer que seja. Não deixe que o cérebro se torne preguiçoso.
'Uma mente preguiçosa é a oficina do Alemão.' E o nome do Alemão é Alzheimer!


4. Aprecie mais as pequenas coisas - Aprecie mais.


5. Ria muitas vezes, durante muito tempo e alto. Ria até lhe faltar o ar.
E se tiver um amigo que o faça rir, passe muito e muito tempo com ele /ela!


6. Quando as lágrimas aparecerem
Aguente, sofra e ultrapasse.
A única pessoa que fica conosco toda a nossa vida somos nós próprios.
VIVA enquanto estiver vivo.


7. Rodeie-se das coisas que ama:
Quer seja a família, animais, plantas, hobbies, o que quer que seja.
O seu lar é o seu refúgio. Não o descarte..


8. Tome cuidado com a sua saúde:
Se é boa, mantenha-a.
Se é instável, melhore-a.
Se não consegue melhora-la, procure ajuda.


9. Não faça viagens de culpa. Faça uma viagem ao centro comercial, até a um país diferente, mas NÃO para onde haja culpa.


10. Diga às pessoas que as ama e que ama a cada oportunidade de estar com elas.


E, se não mandar isto a pelo menos quatro pessoas - quem é que se importa?
Serão apenas menos quatro pessoas que deixarão de sorrir ao ver uma mensagem sua.


Mas se puder, pelo menos, partilhe com alguém!


"O que de nós vale a pena se não tocarmos o coração das pessoas?"
" O mundo é de quem se atreve."
"Um dia você aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias. E o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem na vida."

RECEITA DE VIDA...

Dona "Maria Jiló" é uma senhora de 92 anos, miúda, e tão elegante, que todo dia às 08 da manhã ela já está toda vestida, bem penteada e discretamente maquiada, apesar de sua pouca visão.

E hoje ela se mudou para uma casa de repouso: o marido, com quem ela viveu 70 anos, morreu recentemente, e não havia outra solução.
 Depois de esperar pacientemente por duas horas na sala de visitas, ela ainda deu um lindo sorriso quando a atendente veio dizer que seu quarto estava pronto. Enquanto ela manobrava o andador em direção ao elevador, dei uma descrição do seu minúsculo quartinho, inclusive das cortinas floridas que enfeitavam a janela.

Ela me interrompeu com o entusiasmo de uma garotinha que acabou de ganhar um filhote de cachorrinho.


- Ah, eu adoro essas cortinas...
- Dona "Maria Ji ló", a senhora ainda nem viu seu quarto... Espera um pouco...
- Isto não tem nada a ver, ela respondeu, felicidade é algo que você decide por princípio. Se eu vou gostar ou não do meu quarto, não depende de como a mobília vai estar arrumada... Vai depender de como eu preparo minha expectativa.
 E eu já decidi que vou adorar. É uma decisão que tomo todo dia quando acordo.


Sabe, eu posso passar o dia inteiro na cama, contando as dificuldades que tenho em certas partes do meu corpo que não funcionam bem..
Ou posso levantar da cama agradecendo pelas outras partes que ainda me obedecem.


- Simples assim?
- Nem tanto; isto é para quem tem autocontrole e todos podem aprender, e exigiu de mim um certo 'treino' pelos anos afora, mas é bom saber que ainda posso dirigir meus pensamentos e escolher, em conseqüência, os sentimentos..


Calmamente ela continuou:


- Cada dia é um presente, e enquanto meus olhos se abrirem, vou focalizar o novo dia, mas também as lembranças alegres que eu guardei para esta época da vida. A velhice é como uma conta bancária: você só retira aquilo que guardou. Então, meu conselho para você é depositar um monte de alegrias e felicidade na sua Conta de Lembranças. E, aliás, obrigada por este seu depósito no meu Banco de lembranças. Como você vê, eu ainda continuo depositando e acredito que, por mais complexa que seja a vida, sábio é quem a simplifica.

sábado, 11 de junho de 2011

VALORIZANDO A VIDA...

Conta a lenda que um rico mandarim chinês encheu-se de tédio pela sua vida faustosa e pelo seu poder sem limites. Nada mais despertava seu interesse, não sentia prazer por coisa alguma. Seus desejos mal eram formulados e já estavam realizados. Tinha perdido sua ligação com a vida e não havia nele a vontade de viver. Percebeu a insensatez e a inutilidade de sua existência e temeu ficar louco. Para acabar com o sofrimento, o rico mandarim ordenou ao seu barbeiro que, num dia qualquer, sem nenhum aviso, ao fazer-lhe a barba, cortasse-lhe a garganta. Era uma ordem e tinha de ser obedecida.

Nos primeiros dias, o mandarim se fez barbear com toda tranqüilidade, pois não esperava que a ordem fosse cumprida de imediato, mas, à medida que o tempo avançava, começou a se perguntar se o dia seria amanhã.

O mandarim passou então a viver cada dia como se fosse o último. Livre da obrigação de viver, o rico mandarim se permitia ver como era lindo o amanhecer, como eram diferentes os tons de verde dos seus campos, como era alegre o canto dos pássaros e como eram belas as suas cores, como eram imponentes e cheios de força os rios que cortavam suas propriedades. Viu também toda a beleza de uma tormenta, numa exibição gratuita de energia e violência. Viu também que tinha um corpo e se deu conta de que, só tendo um corpo capaz de sentir, podia viver a beleza da vida. Por tudo isso valia a pena viver!
 Agora o barbear era uma agonia e, embora tivesse dado uma contra-ordem ao barbeiro, trocou de barbeiro, por via das dúvidas.

MOMENTOS FELIZES...

Passamos a vida em busca da felicidade.
Procurando o tesouro escondido.
Corremos de um lado para o outro esperando descobrir a chave da felicidade.
Esperamos que tudo que nos preocupa se resolva num passe de mágica.
E achamos que a vida seria tão diferente, se pelo menos fôssemos felizes.
E, assim, uns fogem de casa para serem felizes e outros fogem para casa para serem felizes.
Uns se casam para serem felizes e outros se divorciam para serem felizes.
Uns fazem viagens caríssimas para serem felizes e outros trabalham além do normal para serem felizes.
Uma busca infinda.
Anos desperdiçados.
Nunca a lua está ao alcance da mão, nunca o fruto está maduro, nunca o vinho está no ponto.
Sombras, lágrimas. Nunca estamos satisfeitos.
Mas, há uma forma melhor de viver!
A partir do momento em que decidimos ser felizes, nossa busca da felicidade chegou ao fim.
É que percebemos que a felicidade não está na riqueza material, na casa nova, no carro novo, naquela carreira, naquela pessoa.
E jamais está à venda.
Quando não conseguimos achar satisfação dentro de nós para ter alegria, estamos fadados à decepção.
A felicidade não tem nada a ver com conseguir.
Consiste em satisfazer-nos com o que temos e com o que não temos.
Poucas coisas são necessárias para fazer feliz o homem sábio, ao mesmo tempo tem que nenhuma fortuna satisfaria a um inconformado.
As necessidades de cada um de nós são poucas.
Enquanto nós tivermos alguma coisa a fazer, alguém a amar, alguma coisa a esperar, não seremos felizes.

Saiba: A única fonte de felicidade está dentro de você, e deve ser repartida. Repartir suas alegrias é como espalhar perfumes sobre os outros: - sempre algumas gotas acabam caindo sobre você mesmo.

quinta-feira, 9 de junho de 2011

DOE-SE...

Ninguém perde tempo quando ajuda outro alguém!
Pode ser com uma palavra de conforto,
um abraço no silêncio da emoção mais forte.
Pode ser um sorriso que alegra,
ou chorar junto em momento de pura tristeza.
Ajudar quem a gente gosta é maravilhoso,
ajudar os desconhecidos é fantástico,
e ajudar quem a gente não gosta, é divino!

Por isso, antes de ficar parado olhando o tempo,
esperando a mega-sena que nunca chega,
vá fazendo o que é possível,
o que está no seu alcance.
Antes de querer salvar o mundo, salve a sua casa,
salve seu cachorro, salve seu gatinho...
Doe aquilo que não vai te fazer falta:
doe amor!
É simples, barato e quanto mais você doa,
mais recebe de volta!
Este é o verdadeiro significado da lição que o Mestre Jesus deixou:
- É dando que se recebe!

Doe-se!
Pode ser na gentileza no ônibus,
ao ceder o seu lugar para outra pessoa.
Na escola, ao fazer silêncio e colaborar com a aula.
No trabalho, ao cumprir seu horário com dedicação.
O doar-se é fazer algo a mais, é colocar o seu toque.
Que o seu toque seja generoso, bom de se lembrar,
que as pessoas quando pensarem em você,
lembrem-se de alguém "especial".
Porque talvez você não saiba,
mas é uma pessoa especial.

Talvez, falte apenas uma oportunidade de demonstrar-se,
de exibir essas qualidades que andam escondidas.


Doe-se!
Ainda que seja no silencio da cadeira da doação de sangue,
no corredor escuro das celas da prisão,
no leito do hospital aos pés do desconhecido,
na oração fraterna que sai dos seus lábios,
e alcança Deus, que na sua infinita misericórdia,
derrama agora, sobre todos nós, a sua paz!
Que esta paz te alcance agora...

Paulo Roberto Gaefke

O PESO QUE A GENTE LEVA...

Olho ao meu redor e descubro que as coisas que quero levar não podem ser levadas. Excedem aos tamanhos permitidos. Já imaginou chegar ao aeroporto carregando o colchão para ser despachado?

As perguntas são muitas... E se eu tiver vontade de ouvir aquela música? E o filme que costumo ver de vez em quando, como se fosse a primeira vez?

Desisto. Jogo o que posso no espaço delimitado para minha partida e vou. Vez em quando me recordo de alguma coisa esquecida, ou então, inevitavelmente concluo que mais da metade do que levei não me serviu pra nada.

É nessa hora que descubro que partir é experiência inevitável de sofrer ausências. E nisso mora o encanto da viagem. Viajar é descobrir o mundo que não temos. É o tempo de sofrer a ausência que nos ajuda a mensurar o valor do mundo que nos pertence.

E então descobrimos o motivo que levou o poeta cantar: “Bom é partir. Bom mesmo é poder voltar!” Ele tinha razão. A partida nos abre os olhos para o que deixamos. A distância nos permite mensurar os espaços deixados. Por isso, partidas e chegadas são instrumentos que nos indicam quem somos, o que amamos e o que é essencial para que a gente continue sendo. Ao ver o mundo que não é meu, eu me reencontro com desejo de amar ainda mais o meu território. É conseqüência natural que faz o coração querer voltar ao ponto inicial, ao lugar onde tudo começou.

É como se a voz identificasse a raiz do grito, o elemento primeiro.

Vida e viagens seguem as mesmas regras. Os excessos nos pesam e nos retiram a vontade de viver. Por isso é tão necessário partir. Sair na direção das realidades que nos ausentam. Lugares e pessoas que não pertencem ao contexto de nossas lamúrias... Hospitais, asilos, internatos...

Ver o sofrimento de perto, tocar na ferida que não dói na nossa carne, mas que de alguma maneira pode nos humanizar.

Andar na direção do outro é também fazer uma viagem. Mas não leve muita coisa. Não tenha medo das ausências que sentirá. Ao adentrar o território alheio, quem sabe assim os seus olhos se abram para enxergar de um jeito novo o território que é seu. Não leve os seus pesos. Eles não lhe permitirão encontrar o outro. Viaje leve, leve, bem leve. Mas se leve.


Pe. Fábio de Melo

ESTALEIRO...

Fiz uma visita a um estaleiro um tempo atrás. Algumas coisas me impressionaram.
Mas principalmente a necessidade que os barcos têm de limpeza em seu casco. Uma "sujeira" que a gente não vê, mas que faz uma diferença tremenda em seu desempenho e afeta, até, sua vida útil. "Todo barco precisa de um tempo no estaleiro", disse-me o velho marinheiro. Logo veio à mente a minha própria vida.

Quantas coisas vão se acumulando em nosso "casco", coisas que vão nos impedindo de correr mais rápido, de alcançar objetivos sonhados, coisas que prejudicam nosso desempenho como pessoas no lar, no trabalho, com amigos, etc.

Nossa tendência natural é nos entregarmos às muitas atividades, às rotinas que não nos permitem parar. Não dá mesmo para pensar! Enquanto isso, vão se acumulando em nossos "cascos" uma quantidade enorme de limo emocional e espiritual. Tanto que a pessoa percebe que algo está errado.

Procura tomar remédios, entregando-se a terapias superficiais. Tenta aliviar a carga espiritual entrando em uma igreja, lendo um trecho da Bíblia recomendado por alguém, mas não consegue nada duradouro, porque seu problema está muito mais incrustado do que quer admitir.

Um tratamento rápido e indolor não pode obter êxito. Precisamos parar no estaleiro. Precisamos empregar tempo sério para limparmos o casco e recobrarmos nossa sanidade emocional e espiritual. Como?

"Roube" um tempo de seu tempo para ficar a sós, em um lugar calmo. Pegue uma folha de papel para descrever sua vida nos últimos tempos. Qual sua impressão? Quais são as motivações verdadeiras por detrás de suas rotinas e maneiras de pensar e sentir? Mergulhe sem medo no seu interior e examine cada cantinho escondido.

"Examinar" traz a idéia de "virar a pedra do jardim". O que se vê sob ela? Vermes e fungos que habitam ali e a sujeira que estava oculta. Tudo debaixo da aparência lisa e bem pintada da pedra. Axiste os vermes, fungos e o limo presentes debaixo da pedra e que têm impedido você de navegar mais velozmente e alcançar o mar aberto.

Pense em um projeto prático para cada um dos aspectos interiores não tratados. Projetos práticos são atividades objetivas, com data marcada, com base no desejo sincero de limpeza interior (mesmo que doa) e que entrarão em sua pilha de prioridades máximas. Lembre-se de que sua saúde emocional e espiritual estão em jogo!

Sua vida é muito preciosa para ser levada de qualquer jeito! Sua vida é muito preciosa para não se desenvolver! Sua vida é muito preciosa para não ser tratada corretamente!

quarta-feira, 8 de junho de 2011

POSSIBILIDADES...

Não se deixe encurralar por pensamentos ambíguos. O fato de A ser verdadeiro não torna B falso. Com freqüência, tanto A quanto B podem ser verdadeiros.

As coisas que você deve fazer podem ser também as coisas que você quer fazer. O que você dá pode também ser o que você recebe. O que você ensina pode ser também o que você aprende. Sua tarefa pode ser difícil e ao mesmo tempo agradável. O que é bom para o cliente pode ser bom também para o vendedor.

Muitas vezes, cometemos o erro de definir as coisas pelo que elas não são. Fazendo isso, limitamos nosso raciocínio e nossas oportunidades. Na realidade, existem poucos opostos. Será ensinar o verdadeiro oposto de aprender? Feminino é o oposto de masculino? O amor é realmente o oposto do ódio? Brincar é o oposto de trabalhar?

Claro que não. Muitas das coisas que consideramos opostas são, na verdade, muito similares. Nosso desejo de classificar e colocar tudo em categorias, embora às vezes útil, também pode ser limitante.

As possibilidades surgem, não da eliminação de outras possibilidades, mas da persistência em manter a mente aberta.
Ocorreu um erro neste gadget