Páginas

sexta-feira, 29 de abril de 2011

SEJA VOCÊ MESMO...

Para viver a vida que você quer, você deve ser quem você é. Isso pode soar como um bonito jogo de palavras, mas pense a respeito.

Você pensa seus próprios pensamentos? Você sonha seus próprios sonhos? Você determina suas próprias metas? Ou você os pega emprestados de outros? Ter mais e mais do que você não quer realmente não lhe trará felicidade.

A vida que você deseja não está em seguir os sonhos de outros, a idéia de outros sobre o melhor lugar para viver, ou a idéia de outros sobre o melhor carro para dirigir.

A verdadeira felicidade e realização requerem que você tenha coragem de ser você mesmo. Existe uma razão para você querer as coisas que você quer. É porque você é a pessoa melhor equipada para alcançá-las.

Quando você perseguir o que você realmente deseja da vida, então você estará satisfazendo seu conjunto de oportunidades, dando sua própria e especial contribuição, criando valores como só você pode fazer.

Seja você de verdade. Você e o mundo inteiro serão mais ricos com isso.

SALÁRIO IDEAL...

Você está satisfeito com o seu salário?
Provavelmente não, pois são contínuas as reclamações a respeito da baixa remuneração que, como dizem, não dá para nada.
Ouve-se dizer que o dinheiro que se ganha ao final do mês mal dá para quitar débitos anteriormente assumidos.
O estranho em tudo isso é que, se as reclamações pela melhoria dos salários provêm de todas as classes trabalhistas, o que se verifica em questão de qualidade de trabalho é quase o caos.
Não se percebe, falando de forma generalizada, que as pessoas se preocupem em realizar bem a sua tarefa.
Contrata-se um jardineiro para colocar em ordem o jardim. E o que se obtém é uma poda mal feita, grama mal aparada e a terra mal espalhada pelos canteiros.
Entrega-se uma criança aos cuidados de uma babá e se percebe a má vontade com que segue os passos vacilantes do pequeno, inquieto e vivaz.
Recomenda-se um idoso enfermo a determinado atendente e nos surpreendemos com a forma com que ele é tratado, às pressas, sem atentar para detalhes.
Balconistas apressados, servidores desatenciosos, vendedores impacientes.
Em todos os lugares nos deparamos com criaturas que somente pensam em olhar para o relógio, no aguardo do final do expediente, atendendo suas tarefas com descuido e até desleixo.
À conta disto, decai a qualidade e trabalhos contratados são concluídos e entregues de forma afoita.
Se digno é o trabalhador do seu salário, como nos alerta o Evangelho, é também muito justo que o trabalhador execute o seu trabalho com disposição e cuidado.
Que nos custará, na qualidade de jardineiros, atender à poda devidamente, afofar a terra com carinho? Afinal, as plantas dependem de nós.
Quantos minutos despenderemos a mais se nos detivermos, junto ao idoso ou ao enfermo, e estendermos a colcha com cuidado, interessando-nos pelo seu bem estar?
E poderemos acaso nos dar conta da responsabilidade que é zelar pelos passos de um bebê?
Podemos avaliar o quão emocionante é acompanhar o desenvolvimento de um ser tão pequeno, e vê-lo a cada dia vencer mais um obstáculo?
Não importa qual seja nossa profissão, qual seja a nossa tarefa.
O que importa, e muito, é que a realizemos com amor, aprimorando-nos na sua execução.
Quer se trate de lavar uma simples peça de roupa ou lidar com sofisticados aparelhos computadorizados, é necessário que nos conscientizemos de que, tanto quanto desejamos receber dos demais o melhor, compete-nos doar o melhor.
Portanto, antes de prosseguirmos a reclamar da nossa remuneração, revisemos a qualidade dos nossos serviços.
Preocupemo-nos muito mais em nos tornarmos excelentes profissionais, o que significa criaturas responsáveis, ativas, competentes.
Sejam quais forem as tuas possibilidades sociais ou econômicas, trabalha!

O trabalho é, ao lado da oração, o mais eficiente antídoto contra o mal, porquanto conquista valores incalculáveis com que o Espírito corrige as imperfeições e disciplina a vontade.

Redação do Momento Espírita, com pensamento final do verbete Trabalho, do livro Repositório de sabedoria, v. 2, pelo Espírito Joanna de Ângelis, psicografia de Divaldo Pereira Franco, ed. Leal.

quinta-feira, 28 de abril de 2011

VALORIZAÇÃO PESSOAL...

Quando eu não me respeito, não sou eu quem escolhe o que vou receber, eu me sujeito ao que vier.
É como um mendigo que estende a mão, o que derem será bem-vindo.

Quando eu não me valorizo, fico sujeito a análise dos outros, a opinião de "qualquer um" importa, eu fico preso ao que os outros acham, e não saio do lugar.

Quando eu valorizo demais uma pessoa, por mais que eu acredite que é amor,
é apenas uma transferência, um medo de viver, que acaba virando medo de perder.

Não se iluda!
Se você não se respeitar, não vai se valorizar.
Respeitar-se é saber dos defeitos, mas mostrar às qualidades.
É dar dignidade para o que você faz, fazer bem feito, não importa o que seja.
O melhor cafezinho, a melhor obra de engenharia, a melhor sessão de psicanálise, o bolo mais gostoso, a aula mais proveitosa, a roupa mais branca, a varrição de rua perfeita, a administração nota 10.
 Renove-se...
A vida pode ser colorida sim!
Depende apenas dos seus olhos!
O emprego pode ser o mesmo, mas você mudou, e tudo vai mudar, até o chefe carrasco, afinal de contas, nada, nada resiste ao amor.
Amor próprio é fundamental!

Paulo Roberto Gaefke

DISTRAÇÕES DA VIDA...

Não importa o objetivo que você queira alcançar, você não conseguirá chegar a ele em linha reta.

O telefone tocará, pessoas entrarão em sua sala, seu filho pegará catapora, o tempo ruim causará atrasos, seu computador travará ou alguma novidade chamará a sua atenção. Com freqüência você terá de sair de seu trajeto.

Não se desespere. Acontece com todo mundo, todos os dias. A chave do sucesso é retomar rapidamente seu percurso.

Quanto mais rápida sua recuperação, mais progressos você fará. Aceite o fato de que você será regularmente tirado do seu caminho.

Aceite isso e não desperdice energia reclamando ou sentindo pena de si mesmo. Isso só aumenta o problema.

Em vez disso, siga em frente, supere a distração e concentre-se no seu objetivo original.

É quase impossível evitar distrações, mas você pode evitar que elas durem demais.

Supere as distrações assim que puder, esqueça-as e retome seu curso.

quarta-feira, 27 de abril de 2011

A SURPRESA...

A surpresa não é a notícia ruim, tampouco o fim do relacionamento já desgastado.
A surpresa é o fato de você receber tudo como se fosse novidade, como inesperado...

Mesmo as notícias de morte, que acreditamos ser "do nada", não são surpresas, porque a única coisa certa na vida, é a morte, só não sabemos a data, por isso, não se espante com nada.
Isso não quer dizer que você deve ficar insensível.
Nada disso, chore seus mortos, descabele-se pelos amores findos, coma as unhas de raiva pelo desemprego, chute pedras na rua (pequenas é claro), pelo não que ouviu, e remoa o seu fígado pelo orgulho ferido.

Mas, por favor, tenha atitude coerente com os vencedores:
- olhe para frente, onde está o futuro que você almeja.
Ao olhar para trás, você dará mais importância para o "problema", e com certeza, não enxergará as soluções.

Hoje, exatamente hoje, o sol saiu por sua causa, por acreditar que seus raios benditos podem mostrar, que todos podem, de alguma maneira servir a todos,
e se fazendo pequeno, crescer de tal maneira, que você deixe de ser apenas esta pessoa especial que você é, e passe a ser IMPRESCINDÍVEL.

O tempo de chorar, já passou, o tempo de viver, recomeçou.
Sorria e olhe para frente, é tempo de vencer, tempo de você!

Paulo Roberto Gaefke

terça-feira, 26 de abril de 2011

INSPIRAÇÕES...

Investir os valores do tempo em palavras de pessimismo é o mesmo que injetar venenoso entorpecente no espírito de quem ouve.
Felicidade é como qualquer recurso que só adquire valor quando em circulação em benefício de todos.
Protege o próprio lar contra a perturbação e a desarmonia, mas, se a tua ação não surte efeito, aceita a casa em que vives por tua escola de regeneração e amor.
Educa o parente difícil como puderes. Entretanto, se esse mesmo familiar prossegue difícil, abraça-o, tal qual é, para que aprendas tolerância e humildade.
Se a nossa agressividade é suscetível de exageros, aprendamos a corrigi-la, para que não venhamos a desencadear explosões de azedume ou de cólera naqueles que amamos.
Não adquiras compromissos acima das próprias forças e nem assumas débitos para os quais não estejas dispondo das possibilidades de resgatar.
Não disputes posição de evidência onde muitos obedecem.
Não procures, a teu favor, privilégios inacessíveis a teu irmão.
Serve sempre, ainda que seja pouco, porquanto muito pior que servir pouco é não ter utilidade para ninguém. Indispensável não esquecer que podes auxiliar a ti mesmo através do amparo que dispenses aos outros.

Chico Xavier

O QUE VOCÊ PODE FAZER?

O que você pode fazer hoje para tornar o amanhã diferente? O que você pode fazer hoje para que seu desempenho seja melhor que o de ontem?


O que você pode fazer hoje que tenha o maior impacto positivo no maior número de pessoas? O que você pode fazer hoje para estar acima e além do que se espera de você?


O que você pode fazer hoje que o ajudará a crescer? Que coisas novas pode aprender? O que você pode fazer para aplicar as lições que já aprendeu?


A excelência não nasce de chavões e boas intenções, e sim de dias e momentos vividos com esforço e comprometimento sinceros de dar o seu melhor.

segunda-feira, 25 de abril de 2011

ENTRE NÓS...

Amar é importante. Sentir o amor, sentir-se amado é importante.
O grande mal que atinge o mundo é a ausência daquilo que chamamos o maior de todos os sentimentos e a maior dentre todas as coisas.
Não falo aqui do amor carnal, embora este entre em conta na contabilidade da felicidade de cada um de nós.
O que falo é no amor que gera a atenção, aquele devido e reclamado por cada ser, mas mais reclamado que tudo, como se o dar não fizesse parte do acordo implícito em cada relação humana.
As pessoas desinteressam-se das outras, porque dizem-se ter o suficiente com os próprios problemas. E o têm, provavelmente. Mas o que gera o isolamento, a solidão temida, é justamente querer receber aquilo que nos recusamos a dar.
O que falta é a atenção necessária ao outro para sentir-se, pelo menos, ouvido e parte integrante na roda da vida.
Cada um fala de si e poucos são os que se importam realmente com que o outro diz, com seus reais sentimentos, suas reais razões.
Muitas e muitas vezes quando um fala, o outro já está preparando-se para dizer, sem ponderar, aquilo que ele mesmo pensa ou sente.
Pessoas tornam-se assim, surdas às outras, porque só conseguem ouvir a voz do próprio egoísmo, não por maldade, mas pelo apelo das próprias necessidades.
Pessoas juntas sentem-se sozinhas, casais unidos pela vida sentem-se abandonados, amigos criam relações superficiais, pais e filhos distanciam-se.
Olhar nos olhos do outro é importante. Perceber a dor ou a felicidade e compartilhar dela é fundamental ao outro na sua necessidade de se sentir amado.
Poucos, raros mesmo, são os que param o que estão fazendo quando o companheiro, amigo ou colega de trabalho precisa falar. Parte do que se diz fica desconectada no ar e a outra parte, invariáveis vezes, esquecida depois. Numa fração de segundo, a frase “do que mesmo estávamos falando?” pode entrar na conversa, deixar um sem ação e o outro, sem graça.
A atenção dada ou recebida faz parte do tratamento e da cura dos males que tomam conta do mundo, ela reforça relações, cria laços, solda, une e faz bem.
Não ouvimos Deus porque não queremos ouvir, porque, quem sabe, o que Ele quer nos dizer nos desagrada e contraria, mas Ele fala e só percebemos isso depois com o infalível “eu sabia” que nos fere como um punhal.
Não somos ouvidos por Ele porque não abrimos inteiramente nosso eu, temos sempre pressa, estamos sempre ocupados.
Entre Deus e nós e entre nós e os outros, somos os que definimos o tipo de relação que temos.
Podemos colocar o primeiro tijolo ou esperar que alguém o faça. Porém a ordem com que este é colocado influencia e determina cada um dos nossos passos e abre ou fecha para nós as portas do paraíso.

Letícia Thompson

SIMPLICIDADE...

As coisas simples são as mais poderosas. Qualquer um pode sugerir uma solução complicada para um problema. O verdadeiro gênio é capaz de encontrar uma solução simples e elegante.

Para adquirirmos a aptidão para a simplicidade, devemos experimentar a vida de forma direta. Devemos procurar o verdadeiro sentido das coisas, e não complexos significados ocultos. Para podermos experimentar o sereno poder da simplicidade, devemos aquietar a ira, a inveja, o remorso, a preocupação e a decepção.

A simplicidade vive na beleza e na honestidade. A simplicidade pode envolver o mundo inteiro sem ser consumida por ele. Aceite as coisas como elas são e você alcançará o poder da simplicidade.

domingo, 24 de abril de 2011

TRANQUILIDADE...

Comece o dia na luz da oração.
O amor de Deus nunca falha.
Aceite qualquer dificuldade sem discutir.
Hoje é o tempo de fazer o melhor.
Trabalhe com alegria.
O preguiçoso, ainda mesmo quando se mostre num pedestal de ouro maciço é um cadáver que pensa.
Faça o bem o quanto possa.
Cada criatura transita entre as próprias criações.
Valorize os minutos.
Tudo volta, com exceção da hora perdida.
Aprenda a obedecer no culto das próprias obrigações.
Se você não acredita na disciplina, observe um carro sem freio.
Estime a simplicidade.
O luxo é o mausoléu dos que se avizinham da morte.
Perdoe sem condições.
Irritar-se é o melhor processo de perder.
Use a gentileza, mas, de modo especial dentro da própria casa.
Experimente atender aos familiares como você trata as visitas.
Em favor de sua paz conserve fidelidade a si mesmo.
Lembre-se de que, no dia do Calvário, a massa aplaudia a causa triunfante dos crucificadores, mas o Cristo solitário e vencido era a causa de Deus.


André Luis/Chico Xavier

A REGRA DE OURO...

Acredito que a melhor maneira de evitar o caos é parar de pensar demais e começar a viver.
Em vez de buscar formas mias adequadas de dizer certas coisas, o melhor é começar a exercitar modos mais tranqüilos e inclusivos de agir.
Se você fizer uma pausa e refletir um pouco, tudo de que qualquer pessoa precisa na verdade, é a regra de ouro: “Trate os outros como gostaria de ser tratado.”
Se ela for colocada em prática diariamente, nos levará aonde quisermos chegar.
Ao estabelecermos nosso objetivo diário, o mais importante é lembrar que Ele está sempre ao nosso lado.
Nós nos saímos bem quando NÃO tentamos caminhar sozinhos.
Por isso, o melhor a fazer é segurar a mão de Deus e, acima de tudo, seguir o que dizem Suas palavras, que podem ser ouvidas por qualquer pessoa que permaneça em silêncio por um momento.
Podemos tornar nosso caminho mais penoso, insistindo em descobrir tudo sozinhos, ou podemos torná-lo menos árduo, aceitando a ajuda que Ele sempre nos oferece.
O caminho mais fácil é também o melhor.

Hugh Prather

ANTIGO CONSELHO CHINÊS...

Era uma vez un camponês chinês, muito pobre mas sábio, que trabalhava a terra duramente com o seu filho. Um dia o filho disse-lhe: "Pai, que desgraça, o nosso cavalo fugiu."
Porque lhe chamas desgraça? Respondeu o pai. Veremos o que nos tras o tempo.
Passados alguns dias o cavalo regressou acompanhado de uma linda égua selvajem. Pai, que sorte, exclamou o rapaz. O nosso cavalo trouxe outro cavalo.
Porque lhe chamas sorte? Respondeu o pai. Veremos o que nos tras o tempo.
Uns dias depois o rapaz quis montar o cavalo novo mas este, não acostumado à sela, encabritou-se e deitou-o ao chão.
Na queda, o rapaz partiu uma perna. Pai, que desgraça, parti a perna. O pai, retomando a sua experiência e sabedoria, disse: Porque lhe chamas desgraça? Veremos o que nos tras o tempo.
O rapaz não se convencia da filosofia do pai. Poucos dias depois passaram pela aldeia os enviados do rei à procura de jovens para levar para a guerra. Foram à casa do ancião, viram o jovem debilitado e deixaram-no, seguindo o seu caminho.
O jovem compreendeu então que nunca se deve dar nem a desgraça, nem a fortuna, como absolutas, mas que, para se saber se algo é mau ou bom, é necessário dar tempo ao tempo.

A moral deste Antigo Conselho Chinês é: A vida dá tantas voltas e é tão paradoxal no seu decorrer, que tanto o mau pode vir a ser bom, como o bom pode vir a ser mau. Assim, esperemos o dia de amanhã com alegria e vivamos o de hoje em plenitude.

COR E SABOR...

Quando exauri os meus questionamentos internos, ouvi a voz aflita dos meus iguais:
“Estou exausto de tanta mesmice!!!”.
Olhei ao redor e o que vi foi um mar sem fim, um azul de entontecer os olhos,
tanta luz de arrebatar a alma, e conchas, e peixes,
e caramujos, e crianças livres em despreocupada alegria.
E o vento me soprou que todo ser humano procura, quer e precisa da “mesmice”.
Mas... vista sob outro prisma:
Que traga a aparente infinitude deste mar.
Que contenha a beleza do azul do céu.
Que inunde da luz plena do que já é completo.
Que permita tempo de ser concha no recolhimento.
Que incentive ser peixe buscando todos os mares.
Que entenda o caramujo e seu lar itinerante.
Que ame o ser criança que perpetua a “mesmice” de ser feliz sem medos.
As respostas estão nas cores do viver.
A felicidade no se deixar colorir.
O sabor da “mesmice” de estar viva e ser grata ao Criador!


Ju Armos

UM DIA...

Um dia, eu perdoei meu inimigo e fui forte...
No outro, eu pedi perdão e fui grande.
Um dia, mostrei minhas razões e fui eloqüente...
No outro, ouvi meu próximo e fui humano.
Um dia, lutei pela minha causa e fui bravo...
No outro, lutei pela causa alheia e fui gente.
Um dia, batalhei pelo que queria e fui perseverante...
No outro, dividi o pão e fui rico.
Um dia, recebi aplausos e fui admirado...
No outro, fiz o bem em silêncio e os anjos me aplaudiram.
Um dia, usei a inteligência e fui respeitado...
No outro, usei o coração e fui amado.
Quando me dei conta, minha vida mudou, quando mudei minhas atitudes diante da vida e dos fatos.

OPOSTOS...

Não se deixe encurralar por pensamentos ambíguos. O fato de A ser verdadeiro não torna B falso. Com freqüência, tanto A quanto B podem ser verdadeiros.

As coisas que você deve fazer podem ser também as coisas que você quer fazer. O que você dá pode ser também o que você recebe. O que você ensina pode ser também o que você aprende. Sua tarefa pode ser difícil e ao mesmo tempo agradável. O que é bom para o cliente também pode ser bom para o vendedor.

Muitas vezes, cometemos o erro de definir as coisas pelo que elas não são. Fazendo isso, limitamos nosso raciocínio e nossas oportunidades. Na realidade, existem poucos opostos. Será ensinar o verdadeiro oposto de aprender? Feminino é o oposto de masculino? O amor é realmente o oposto do ódio? Brincar é o oposto de trabalhar?

Claro que não. Muitas das coisas que consideramos opostas são, na verdade, muito similares. Nosso desejo de classificar e colocar em categorias, embora às vezes útil, também pode ser limitante.

As possibilidades não surgem a partir da eliminação de outras possibilidades: elas surgem quando mantemos a mente aberta.

O PODER DE TER E DAR...

As únicas coisas que você pode ter de verdade são aquelas que você é capaz de dar. Aquilo que você não é capaz de dar somente o aprisiona.

Você só sabe verdadeiramente algo quando é capaz de ensiná-lo. Você só conhece o amor quando é capaz de dá-lo. Você só conhece a felicidade quando consegue levá-la aos outros. Você só terá abundância quando acrescentar valor à vida de outros.

Isto não quer dizer que temos que dar tudo que temos, mas, acima de tudo, é a habilidade e disposição para dar que nos traz tudo isso. Você consegue imaginar algo mais miserável que ter tudo no mundo e não ter com quem dividir?

O que quer que você esteja segurando e escondendo do mundo – suas habilidades, seus pensamentos, sua paixão, seu conhecimento, seu entusiasmo, sua coragem – está segurando você. As riquezas que você possui, sejam elas materiais, intelectuais ou espirituais, não têm valor nenhum se você não usá-las.

APRENDA A VIVER COM TENSÃO...

Uma vida livre de tensões tem pouco sentido. A tensão é causada pela diferença entre o que você é e o que você poderia ser. Sem tensão não existem possibilidades. Sem tensão não existe nada superior a ser alcançado.

Sim, é geralmente fácil aliviar a tensão – tomando o caminho mais fácil de abandonar nossos sonhos, desistir, fugir das responsabilidades. Mesmo que esse comportamento possa aliviar temporariamente a tensão, ela eventualmente voltará com a terrível dor do arrependimento.

Quando aceitamos que a tensão faz parte da vida, ela perde um pouco do seu poder. Nós tornamos a tensão ainda pior quando resistimos e tememos, quando um certo nível de tensão é condição saudável. Só porque está tenso, não significa que deva deixar que essa tensão lhe afete.

Viver com um propósito e focalizar um objetivo deixará você tenso. Sua tensão significa que você sabe que as coisas poderiam ser melhores, e isso leva a um crescimento constante. Aprecie a tensão, viva com ela e deixe que ela leve você adiante.

ATITUDE CORRETA COM AS DIFICULDADES DA VIDA...

Em náutica, o momento de maior velocidade é quando o barco vai na direção do vento. Da mesma forma, a maneira mais rápida de alcançar o sucesso e a realização é enfrentar os obstáculos de frente.

Evitar continuamente os desagradáveis problemas que se colocam em seu caminho é um desperdício de tempo e energia. O melhor é seguir em frente, redirecionando a energia dos seus medos para que ela o ajude a seguir em frente.

Com a atitude certa, as dificuldades que você enfrenta lhe darão a energia e a motivação de que você precisa para superá-las. Como velejar na direção do vento, isso requer esforço, foco e aplicação.

Ainda assim, nada faz você andar mais rápido do que ser empurrado adiante pelas mesmas coisas que estão em seu caminho.

MENSAGEM DE PÁSCOA...

Sua proposta de vida não foi entendida por muitos.
Condenaram este homem e crucificaram-no ignorando todos os seus propósitos de um mundo melhor.
Houve dor, angústia e escuridão.
Por três dias o sol se recusou a brilhar, a lua se negou a iluminar a Terra, até que o terceiro dia a vida acontecia.
A páscoa existe para nos lembrar deste momento inigualável chamado ressurreição.
Ressurreição do sorriso, da alegria de viver, do amor.
Ressurreição da amizade, da vontade de ser feliz.
Ressurreição dos sonhos, das lembranças.
E de uma verdade que está acima dos ovos de chocolates ou até dos coelhinhos da páscoa.
Cristo morreu, mas ressuscitou.
E fez isso somente para nos ensinar a matar os nossos piores defeitos e ressuscitar as maiores virtudes sepultadas no íntimo de nossos corações.
Que este seja o verdadeiro da minha, da sua, da nossa Páscoa, que possamos encontrar amor, carinho, paz, fraternidade, companheirismo, porque isso sim é o verdadeiro sentido da Páscoa.


Feliz Páscoa!!!

NUNCA NOS ARREPENDEREMOS...

De ceder em questões sem valor essencial;
De guardar paciência em quaisquer lances difíceis;
De usar indulgência para com as faltas do próximo, entendendo que todos temos erros a corrigir;
De ouvir atenciosamente, seja quem for;
De reconhecer que nosso pensamento ou cultura tem suas limitações;
De observar que o nosso tipo de felicidade nem sempre é o tipo de felicidade das pessoas que amamos, competindo-nos, por isso, acatá-las como são, assim como desejamos ser respeitados como somos;
De admitir que os outros não são obrigados a pensar com a nossa cabeça;
De não agir contra a própria consciência, seja antes, durante ou depois das experiências que consideramos menos felizes;
De entregar à bondade de DEUS as aflições e problemas que estejam fora da nossa capacidade de solução;
De servir sempre.

quarta-feira, 20 de abril de 2011

O MELHOR DA VIDA...

Você merece o melhor que a vida tem a oferecer. Ninguém é melhor que você ou merece mais que você. Você tem todas as razões para esperar o melhor.

Ter o melhor de tudo requer que você dê o seu melhor. Aproveite a oportunidade que existe em cada momento. Use suas habilidades, seu conhecimento, seus recursos e seu tempo para criar valor. Você está sendo continuamente desafiado. Constantemente lhe é oferecida a chance de desempenhar o seu melhor e viver à altura do seu potencial. Saiba reconhecer as possibilidades que cada dia lhe oferece.

Mesmo nas piores decepções, existem oportunidades, aprendizado e esperança. Recuse-se a aceitar um "não" como resposta. Você merece o melhor. E você deve isso a si mesmo, para tornar-se ainda melhor.

Esforce-se em cada respiração, cada palavra, cada passo, cada gesto, para corresponder às suas potencialidades. Seja melhor do que ontem, melhor do que há um minuto.

terça-feira, 19 de abril de 2011

CONTRA A CORRENTE...

Lá vai o homem descendo o rio caudaloso.
Nenhum esforço faz para seguir à frente.
As águas o levam no influxo impetuoso, poupando-o das pedras e outros obstáculos.
Com facilidade, ele avança sempre, impelido rapidamente pelo bojo da massa líquida.
Força, situação e movimento a seu favor.
Nada lhe é contrário.
No entanto, outro homem vai subindo o rio.
Em luta constante, movimenta os braços.
Bate os pés.
Respira fundo.
Desgasta-se agoniado.
Esforça-se para não afundar.
Fadiga-se para sobreviver.
E avança contra o impulso das águas e os obstáculos.
Com dificuldade, ele nada, nada sempre, varando, pouco a pouco, a torrente poderosa.
Tudo lhe é contrário.


Esta é a vida do homem na Terra.
Descer a favor da corrente do mundo é sempre fácil. É só deixar-se levar.
Acumpliciando-se sistematicamente com as ações da maioria.
Jamais se dispondo contra o erro, o equívoco.
Só dizendo sim para tudo e para todos. Seguindo despreocupadamente, sem o exame dos próprios atos.
Boiando sempre, em menor esforço.
Mas, subir contra a corrente do mundo, é mais difícil.
É preciso valor para enfrentar a adversidade.
É necessário paciência para fugir aos erros de tradição.
É indispensável ser forte para tornar-se exceção no esforço maior.


Pense nisso!


Antes da reencarnação, necessária ao progresso, a alma roga a porta estreita das dificuldades, como oportunidade gloriosa nos círculos carnais.
Reconhece a necessidade do sofrimento purificador. Anseia pelo sacrifício que redime. Exalta o obstáculo que ensina.
Compreende a dificuldade que enriquece a mente e não pede outra coisa que não seja a lição, nem espera senão a luz do entendimento que a elevará nos caminhos infinitos da vida.
E, graças à misericórdia Divina, obtém o vaso frágil de carne, em que se mergulha para o serviço de retificação e aperfeiçoamento.
Reconquistando, porém, a oportunidade da existência terrestre, volta a procurar as portas largas por onde transitam as multidões.
Fugindo das dificuldades, empenha-se no menor esforço.
Temendo o sacrifício, exige a vantagem pessoal.
Longe de servir aos semelhantes, reclama os serviços dos outros para si.
Lembremo-nos de que, como cristãos, em muitas ocasiões devemos estar contra a corrente dos preconceitos e prejuízos das convenções.
E que, conforme ensinou o Cristo, devemos nos esforçar por entrar pela porta estreita, a porta que dará acesso à felicidade almejada por todos nós.
O caminho normal é viver com todos. No entanto, vez por outra é imperioso nadar em sentido contrário...


Pensemos nisso!


Redação do Momento Espírita, com base no cap. 39 do livro Bem-aventurados os simples, pelo Espírito Valerium, psicografia de Waldo Vieira, ed. Feb e no cap. 20 do livro Vinha de luz, pelo Espírito Emmanuel, psicografia de Francisco Cândido Xavier, ed. Feb. Em 06.06.2008.

QUEM SABE AMANHÃ?

Talvez amanhã eu não mais esteja aqui. Nada me garante que estarei e tudo o que houve ontem, agora está no passado.
Não posso prever o futuro, nem posso mudar o que passou. Só tenho o momento presente. Devo usá-lo como se fosse o último, vivê-lo com sabedoria, porque logo ele passará e estará perdido para sempre lá num canto do passado.
Assim me disponho: a aprender a compaixão, a ajudar os caídos a se levantarem, a ser um amigo diante da inimizade, a preencher com amor vidas vazias.
As agressões que pratico hoje talvez nunca mais possam ser corrigidas, e os amigos que deixo de ganhar talvez eu nunca mais ganhe.
Poderei não receber outra chance de ajoelhar e agradecer este momento presente. Por isso me curvo diante de Deus e a Ele agradeço de todo coração o dia de hoje.

Silvia Schmidt

PENSADORES...

A Vida me foi dada de graça e junto com ela o que eu realmente preciso para viver. (Geraldo Eustáquio de Souza)

Um maior grau de tranquilidade interior é fruto do crescimento do amor e da compaixão. (Dalai-Lama)

Não há maior riqueza que um corpo saudável e um coração feliz. (provérbio chinês)

Da desordem, encontro a simplicidade. Da discórdia, a harmonia. No centro da dificuldade repousa a oportunidade. (Einstein)

Quando todos os dias ficam iguais, é porque deixamos de perceber as coisas boas que aparecem em nossas vidas. (Paulo Coelho)

Nenhum vento sopra a favor de quem não sabe para onde ir. (Sêneca)

A arte de viver consiste em tirar o maior bem do maior mal. (Machado de Assis)

Poucas coisas libertam a alma do ser humano melhor que o riso. (Anônimo)

O pensamento é grande, livre e rápido; é a luz do mundo e a glória mais alta do ser humano. (Bertrand Russel)

Coisa boa ou má não existe; o pensamento humano é o que faz as coisas terem tal ou qual aparência. (Shakespeare)

Os pessimistas são meros espectadores; os otimistas são quem transformam este mundo. (François Guizot)

O espírito se enriquece com aquilo que recebe; o coração com aquilo que dá. (Victor Hugo)

Existem duas fontes perenes de alegria pura: o bem realizado e o dever cumprido. (Eduardo Girão)

Nossa vida chega ao fim quando paramos de dizer as coisas importantes. (Martin L. King)

As pessoas são solitárias porque constroem paredes ao invés de pontes. (Joseph Newton)

Quanto mais eu vivo, mais minha mente atenta para a beleza e as maravilhas do mundo. (John Burroughs)

AMIZADE...

A amizade, depois da sabedoria, é a mais bela dádiva feita aos homens. (François La Rochefoucauld)

Pode ser que um dia deixemos de nos falar. Mas enquanto houver amizade, faremos as pazes de novo. (Albert Einstein)

O amigo deve ser como o dinheiro, cujo valor já conhecemos antes de termos necessidade dele. (Sócrates)

A infelicidade tem isso de bom: faz-nos conhecer os verdadeiros amigos. (Honoré de Balzac)

Como as plantas, a amizade não deve ser muito nem pouco regada. (Carlos Drummond de Andrade)

Dos amores humanos, o menos egoísta, o mais puro e desinteressado é o amor da amizade. (Cícero)

Amigo é a criatura que escuta todas as nossas coisas sem aquela cara que parece estar dizendo: - E eu com isso? (Mário Quintana)

A amizade é uma alma com dois corpos. (Aristóteles)

Um irmão pode não ser um amigo, mas um amigo sempre será um irmão. (Benjamin Franklin)

Repreende o amigo em segredo e elogia-o em público. (Leonardo da Vinci)

A ave constrói o ninho; a aranha constrói a teia; o homem, a amizade. (William Blake)

A verdadeira amizade pode basear-se somente na união de modos de ser semelhantes. (Ludwig Von Beethoven)

A amizade duplica as alegrias e divide as tristezas. (Francis Bacon)

FUJA DO MUNDO FORA DA REALIDADE...

À medida que você sustenta mentiras e falsidades, você se torna prisioneiro de um mundo fora da realidade. A verdade que você esconde de você mesmo o separa do crescimento e da realização. A verdade que você esconde dos outros o mantém distante. Infelizmente, algumas pessoas fazem da mentira um estilo de vida.
 A verdade faz brilhar a luz em sua vida, para que você veja claramente o caminho que deve seguir. O sucesso, as conquistas, a felicidade, a alegria, o companheirismo e a realização florescem ao calor da luz da verdade.

A honestidade é o caminho mais direto para onde você quer chegar. A verdade e a honestidade são com freqüência difíceis, mas não mais difíceis que a falsidade. Pensar diferente disso é desapontar até a você mesmo. Esconder-se nas sombras da falsidade faz com que avanços se tornem impossíveis.

Que a verdade é moral e ética não é segredo. Mas a verdade também é prática e eficiente, e funciona em toda conquista que valha a pena, algo já sabido pelos que desfrutam de sucesso duradouro.

Viva na luz brilhante e poderosa. Abrace a verdade.

segunda-feira, 18 de abril de 2011

VENCEDORES – PROATIVOS OU REATIVOS...

Pessoas re-ativas são aquelas que pensam e atuam dentro de padrões de causa e efeito.
Pessoas pró-ativas influenciam o meio, garantem harmonia, direcionam boas energias, iluminam tudo e a todos a seu redor. Nunca se sentem vítimas das circunstancias. Escolhem com sabedoria as coisas que podem influir para uma mudança significativa que atenda a muitos.

Quando um Proativo comete um erro, diz: “ Enganei-me “, e aprende a lição.
Quando um Reativo comete um erro, diz: “ A culpa não foi minha “, e responsabiliza terceiros.
Um Proativo sabe que a adversidade é o melhor dos mestres.
Um Reativo sente-se vítima perante uma adversidade.
Um Proativo sabe que o resultado das coisas depende de si.
Um Reativo acha-se perseguido pelo azar.
Um Proativo trabalha muito e arranja sempre tempo para si próprio.
Um Reativo está sempre muito ocupado e não tem tempo sequer para os seus.
Um Proativo enfrenta os desafios um a um.
Um Reativo contorna os desafios e nem se atreve a enfrentá-los.
Um Proativo compromete-se, dá a sua palavra e cumpre.
Um Reativo faz promessas e quando falha só se sabe justificar.
Um Proativo diz: Sou bom, mas vou ser melhor ainda.
Um Reativo diz: Não sou tão mau assim; há muitos piores que eu.
Um Proativo ouve, compreende e responde.
Um Reativo não espera que chegue a sua vez de falar.
Um Proativo respeita os que sabem mais e procura aprender algo com eles.
Um Reativo resiste a todos os que sabem mais e apenas se fixa nos seus defeitos.
Um Proativo sente-se responsável por algo mais que o seu trabalho.
Um Reativo não se compromete nunca e diz sempre: “ Faço o meu trabalho e é quanto basta” .
Um Proativo diz: “ Deve haver uma melhor forma de o fazer . . .”
Um Reativo diz: “ Sempre fizemos assim. Não há outra maneira. ”
Um Proativo é PARTE DA SOLUÇÃO.
Um Reativo é PARTE DO PROBLEMA .
Um Proativo consegue ver a parede na sua totalidade.
Um Reativo fixa-se no azulejo que lhe cabe colocar.
Um Proativo passa esta mensagem aos amigos...
Um Reativo a LÊ e a DESTRÓI… Acredita que esse texto foi enviado apenas para ele!

VACINA CONTRA A DEPRESSÃO...

Em tempos de tanta crise, violência, de tantos encontros e desencontros, achei interessante publicar este artigo que recebí por email.
A lista abaixo é apenas um alerta, um convite a uma reflexão, porque a depressão é uma doença séria e precisa ser tratada…

Lendo e estudando sobre a depressão trazemos aqui uma súmula dos meios de prevenir essa patologia, que traz sérios prejuízos para a vida social e espiritual do ser humano.

Citamos vários itens que podem evitar a depressão:

RELIGIOSIDADE
O estudo de uma religião esclarecida traz a conformação, o sentimento de fraternidade e perdão. Ajuda a aceitação de doenças, deficiências e morte de entes queridos. Sabendo que tudo é temporário e que nenhuma dor, carência, deficiência ou doença é eterna, torna-se mais fácil a vivência na terra.

PERDA DO ORGULHO
A criatura com orgulho acentuado possui muita abertura para a depressão. Ofende-se facilmente, isola-se das pessoas com quem não se afina e sente-se vítima do mundo sem nunca praticar a auto análise necessária para um maior entendimento das situações. A humildade não nos dá brechas para ofensas ou mágoas inúteis.

PERDA DO EGOCENTRISMO
Pessoas muito centradas em si mesma, sofrem demasiadamente quando não recebe atenção que acha que merece. Criança ou jovem muito mimados não conseguem aceitar a indiferença do mundo aos seus desejos. Esta é uma das grande causadora dos estados depressivos.

Quando direcionamos nossas atenções aos outros sentimo-nos felizes ao sermos úteis e esquecemos das próprias dores

TRABALHO
A mente ocupada num trabalho que traz prazer e recompensa (mais emocional do que financeira) não dá abertura para se deprimir.

OTIMISMO
Um dos melhores fatores antidepressivo é o otimismo, porque a criatura observa o mundo que a rodeia de forma sempre positiva o que impede que nasçam, em si, focos de baixo estima, que gera a depressão.

PERDÃO
O ato de perdoar não é apenas uma recomendação religiosa, é mais uma atitude terapêutica e preventiva contra males maiores do que o mal recebido. O esquecimento do mal é atividade de um coração generoso.
Perdoar a si mesmo é entender que errar faz parte do crescimento, é aceitar a sua condição humana.

ACEITAÇÃO
Aceitar o que é inevitável na vida, como a morte de um ser querido, perda da juventude; deficiência física… Também mudança de nível social, de ambiente etc. A aceitação é também compreensão que tudo que acontece ao nosso redor é instrumento para amadurecimento espiritual.


Quem possui muita fé em si mesmo e em Deus possui a maior vacina contra a depressão pois ela é o oposto de todos os sintomas que trazem a doença.
Enfim, todo sofrimento do homem tem origem no afastamento de sua luz interior. Quando Deus fica longe de nossa vida, ficamos afastados da alegria de viver.

Portanto, busque o auxilio divino, e não se esqueça de buscar ajuda de um profissional da área…
Busque a felicidade, você merece!

REFLEXÃO: Sabemos o quanto as atitudes – negativas ou positivas – influenciam em nosso comportamento e podem definir o nosso futuro…
Muitas crianças maltratadas ou que não receberem o carinho e atenção devidos, podem desenvolver alguns distúrbios de conduta. Esses distúrbios, facilmente, podem se transformar – na fase da adolescência e adulta – em transtornos sérios de comportamento e, consequentemente, afetar a saúde física e mental…

PERCEBA AS OPORTUNIDADES...

E se tudo que você sempre quis estivesse bem à sua frente e ao seu alcance, e você nem se desse conta?
E se você estivesse tão acostumado a pensar somente sobre tudo aquilo que falta e não conseguisse ver a magnífica opulência que o cerca?
E se todo dia fosse belo e você nem se desse conta?
E se você já estivesse a ponto de se tornar mesmo a pessoa que gostaria de ser e não percebesse?
E se todos os problemas que você encontra lhe dessem a força e a determinação necessárias para transformá-los em oportunidades?
E se o dia de hoje acabasse antes de você decidir fazer dele o melhor?

Viva e enfrente vida, pois boa ou má, é a que você tem, e se não está satisfeito... a busca por algo melhor só cabe a você.

ONDE ESTÁ O SEU TESOURO?

Onde está o seu tesouro? Você já o encontrou? Todos nós temos o nosso tesouro (o nosso ideal, a nossa missão na vida) e encontrá-lo é a razão de nossa existência.
O livro “O Alquimista”, de autoria de Paulo Coelho, nos ensina uma grande lição. O personagem da história, dormindo numa velha igreja abandonada na Espanha, sonha com um tesouro escondido nas pirâmides do Egito. Acreditando em seu sonho, vende tudo o que tem e parte em busca de seu tesouro. Depois de um longo tempo, em que ele sofreu muito, foi assaltado, apanhou dos bandidos, quase foi morto mais de uma vez, tendo passado por várias situações difíceis, chega enfim às pirâmides. E uma vez lá, descobre que o tesouro que tanto procurava sempre esteve de fato na velha igreja abandonada na Espanha, enterrado exatamente no local em que ele dormira tempos atrás e onde tivera seu sonho.

Qual é o moral da história? Mostrar que é preciso passar por provações, por dificuldades para saber onde está nosso tesouro. Pode estar em qualquer lugar. Seu tesouro, leitor, pode estar aí, exatamente onde você está neste momento. Pode estar diante de seus olhos e você não o enxerga. Talvez seja preciso muito tempo, muita preparação e muita luta para que você o encontre. O personagem do livro precisou ir ao Egito para saber que dormira sobre seu tesouro. Simbolicamente todos nós precisamos ir ao Egito. As pirâmides em nossas vidas são as lições do mundo. Mas se nos recusarmos a ter as lições, se nos negarmos a viajar ao nosso "Egito particular", não descobriremos nosso tesouro, mesmo que ele esteja a um palmo de nosso nariz.

Por isso, esteja disposto a percorrer o seu caminho, vá até às "suas pirâmides" estejam elas onde estiverem. Aprenda a ver nas dificuldades que se apresentam como uma preparação para um bem maior.

sábado, 16 de abril de 2011

CORAÇÕES PLASTIFICADOS...

A relação amorosa perfeita que a grande maioria das pessoas procura é proveniente de um sentimento mágico e irreal existente nos inúmeros contos de fadas ou filmes que apreciamos no decorrer de nossas vidas por pertencerem ao mundo dos sonhos. Sem perceber a confusão mental que muitas vezes ocorre sobre o que é amor e o que não é, torna-se difícil distinguir amor e anseio, amor e paixão, ocasionando assim as famigeradas dores amorosas ou desconfortos emocionais.

Steven Carter, em seu livro "A coragem de amar", expressa claramente: "Assumir um compromisso com a pessoa que amamos significa envolver-se em uma situação de risco em que nosso frágil coração pode se machucar e ainda podemos ficar presos a um relacionamento do qual poderemos nos arrepender mais tarde. Se vamos viver uma experiência íntima, nosso coração tem de ser tão valente quanto amoroso." A ousadia também é necessária, afinal, presume-se que, em certos momentos, precisaremos optar entre a cervejinha com os amigos, ou aquela conversa tão planejada com o amigo que nos entende até a alma, e o compromisso amoroso . Desmarcar compromissos, assumir para amigos e principalmente para nós mesmos nossas escolhas, é algo que exige ousadia. Tudo isso, considerando que nossa privacidade não está sendo invadida... realmente não é tarefa das mais simples.

Algumas pessoas não são capazes de manter relacionamentos verdadeiros, resistem a assumir compromissos e, ao notarem sua vulnerabilidade frente à determinada ligação amorosa, afastam-se definitivamente sem explicações ou convidam o parceiro para um confronto (briga) a fim de viabilizar uma forma do mesmo terminar a relação. Faltam motivos e coragem para assumir o desligamento de um namoro. Daí a necessidade de "passar a bola" para o outro, pois assim, talvez o sentimento de culpa seja um pouco menos intenso.

Mas o que favorece comportamentos auto-destrutivos ou negativos, que impedem que a pessoa experimente a alegria de ser feliz em uma relação amorosa? A ausência de nosso conhecimento interior, ou seja, não saber quem realmente somos em nossa essência acentua o vácuo entre nós e o outro. É comum o uso de emoções de disfarce para satisfazer ou causar "boa impressão" a todos que nos cercam. Assim, vamos esquecendo quem somos nós, quais nossas vontades reais e, infelizmente, os nossos mais preciosos sonhos.

Cada vez mais vamos deixando de lado nossa criança interior em nome de conquistas consideradas "imprescindíveis" no mundo dos adultos. Desta forma, administrar as emoções torna-se tarefa complicada, tal como a expressão de nossos sentimentos. Passamos a conhecer aquele medo danado de sermos abandonados ou ridicularizados ao manifestar a alegria de compartilhar a vida com quem gostamos de verdade.

Geralmente, a procura por alguém ideal que venha trazer a felicidade, seguindo acima de tudo o coração e deixando a razão de lado, ou talvez a imensa carência amorosa que facilita o doar, a entrega total e descabida, além da falta de limites, faz com que as decepções ocorram freqüentemente. Diante das inúmeras desilusões, muitas pessoas plastificam seus corações sem antes considerar sua própria responsabilidade, permissões e poderes inadequados que deram ao outro. É mais fácil, então, assumir uma posição de vitimosidade e, ao mesmo tempo, isolar-se e na maioria das vezes negar-se a aceitar o amor. Aliás, podemos afirmar que tal comportamento não é privilégio de alguns, mas de quase todos nós, afinal, no decorrer de nossa história de vida, com certeza não soubemos aceitar o amor e experimentamos o quão difícil é deixar que alguém nos ame de verdade, pelo simples fato de não nos sentirmos merecedores.

O importante é tomar consciência de que trazemos impressos em nossos corações "experiências" doces, amargas, tristes, suaves, sensações infinitamente indescritíveis desde nossa infância e que, ao longo de nossa história de vida, tornaram-se "marcas". Porém, apesar de tatuados, nossos corações são saudáveis e estão à espera daquele amor básico, humano, real e bem-sucedido!

Impermeabilizar nossas lágrimas decididamente não é a saída mais saudável. O choro de dor ou alegria amorosa faz parte do crescimento emocional de todos os seres humanos.
 Não é preciso plastificar o coração com medos, rancores, dores, desilusões e fraquezas para proteger-se. Temos a capacidade de amar e impedir que o outro nos faça sofrer. Fazer uso da sinceridade, de nossas emoções autênticas, revelar quem realmente somos, valorizar nossas qualidades, reconhecer nossas limitações e o que desejamos conquistar em nossa vida amorosa são ingredientes essenciais para destruir as couraças que, por vezes, construímos inconscientemente. Decididamente seria bem mais interessante confiar no amor e, acima de tudo, em nós mesmos e em nossa potencialidade de progredir na arte de amar.

TIJOLO SOBRE TIJOLO...

Um pequeno riacho é calmo e relativamente inofensivo, mas vários riachos podem se agrupar e formar um poderoso rio, de enorme força. Uma leve garoa é macia e agradável, mas se pudessem unir suas forças, várias garoas poderiam formar tempestades capazes de derrubar prédios.


Coisas grandes são formadas de pequenas coisas.


Para aprender a controlar as grandes coisas devemos começar fazendo as pequenas e fazê-las repetidas vezes. Isto é como colocar um tijolo sobre o outro e, devagarinho, ir formando uma sólida e forte parede. Fácil como levantar o telefone e fazer uma ligação de prospecção e, de telefonema em telefonema, ir construindo uma base maciça de clientes. É colocar os pensamentos no papel e formar uma obra-prima.


Toda realização é construída de pequenos passos. Planeje seus passos. Dê o primeiro, depois outro, e você conquistará seus objetivos.
Ocorreu um erro neste gadget