Páginas

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

“SOMOS QUEIJO GORGONZOLA”

Estamos envelhecendo, estamos envelhecendo, estamos envelhecendo, só ouço isto. No táxi, no trânsito, no banco, só me chamam de senhora. E as amigas falam “estamos envelhecendo”, como quem diz “estamos apodrecendo”. Não estou achando envelhecer esse horror todo. Até agora. Mas a pressão é grande. Então, outro dia, divertidamente, fiz uma analogia.


O queijo Gorgonzola é um queijo que a maioria das pessoas que eu conheço gosta. Gosta na salada, no pão, com vinho tinto, vinho branco, é um queijo delicioso, de sabor e aroma peculiares, uma invenção italiana, tem status de iguaria com seu sabor sofisticadíssimo, incomparável, vende aos quilos nos supermercados do Leblon, é caro e é podre. É um queijo contaminado por fungos, só fica bom depois que mofa. É um queijo podre de chique. Para ficar gostoso tem que estar no ponto certo da deterioração da matéria. O que me possibilita afirmar que não é pelo fato de estar envelhecendo ou apodrecendo ou mofando que devo ser desvalorizada.


Saibam: vou envelhecer até o ponto certo, como o Gorgonzola. Se Deus quiser, morrerei no ponto G da deterioração da matéria. Estou me tornando uma iguaria. Com vinho tinto sou deliciosa. Aos 50 sou uma mulher para paladares sofisticados. Não sou mais um queijo Minas Frescal, não sou mais uma Ricota, não sou um queijo amarelo qualquer para um lanche sem compromisso. Não sou para qualquer um, nem para qualquer um dou bola, agora tenho status, sou um queijo Gorgonzola.


Maitê Proença

...


...


...


“O pensamento é vivo e depois de agir sobre o objeto a que se endereça,

reage sobre a criatura que o emitiu, tanto em relação ao bem quanto ao mal.

domingo, 29 de setembro de 2013

MOTIVAÇÃO...












Motivação é ver no espelho aquela pessoa que desejamos ser.
É olhar para dentro de nós e encontrar o que temos de melhor.
É esse olhar apaixonado pelos sonhos e ideais.
Motivação não vem de fora,
não vem de outras pessoas , isso é inspiração.
Motivação é algo pessoal, é íntimo e pede respeito.
Por respeito aos seus sonhos, mantenha-se firme.
Motivação é a alma toda empenhada na sua realização.
Motivação é cérebro e é coração.
Motivação somos nós mesmos desejando apenas o melhor.
Em qualquer tempo, em qualquer idade,
motivação é a plena certeza da felicidade.

Paulo Roberto Gaefke

sexta-feira, 27 de setembro de 2013

O verbo "LERCRER"...

Eu lercreio
Tu lercrês
Ele lercrê
Nós lercremos
Vos lercredes
Eles lercreem

Criei o verbo "LERCRER", que faz jus a quando cremos no que lemos, sem contestação ou critério.
Por vezes, "LERCRENDO", não nos perguntamos se o que estamos lendo faz sentido, muito menos procuramos saber quem escreveu.
"LERCRER" é isso. É ler e crer, sem raciocínio ou busca por fundamento, tomando para si, o que leu, como verdade e opinião.
Para ler, não é preciso ver.
Para crer, não é preciso ler. Porém, para "LERCRER", basta a mania incauta e cega, de achar que basta estar escrito, para ser verdade.


Victor Chaves

NOSSO LUGAR...

No lugar da promessa, basta a palavra.
No lugar da culpa, basta perdoar-se.
No lugar do arrependimento, basta a compreensão do que não vale mais à pena.
No lugar de preocupar-se, basta importar-se.
No lugar da carência, basta a doação.
No lugar da cobrança, basta o merecimento.
No lugar da reclamação, basta atitude.
No lugar da prepotência, basta a humildade, consciente de que, nem mais, nem menos que ninguém, somos apenas o que estamos.
Estamos todos, em diversos sentidos, um pouco acima do chão e muito abaixo do céu.


Victor Chaves

QUEM SÃO NOSSOS AFINS?

Os nossos afins são aqueles que chamamos para perto de nós
através de nossos sentimentos, pensamentos e ações que tomamos diante da vida.
Isso não só falando da vida terrena, mas também da vida espiritual.
Quando estamos tristes, atraímos os iguais a nossa conexão 
de pensamentos e sentimentos.
Quando estamos felizes, atraímos os iguais em sintonia
com nossos melhores pensamentos e sentimentos.
Perceba que em nossa vida, existem vários ciclos,
em um determinado momento estamos satisfeitos com tudo 
a nossa volta, tudo parece dar certo, em outros momentos parece que tudo desmoronou, isso ocorre porque baixamos 
a guarda quanto aos nossos melhores sentimentos e 
pensamentos .
Passamos então a conviver com os “afins” nos mesmos sentimentos e ações.
Sendo assim, procuremos a afinidade através de bons sentimentos e pensamentos, desta forma vamos conviver 
com aqueles que nos querem sempre o bem.


(Autoria desconhecida)

terça-feira, 24 de setembro de 2013

NUNCA DIGAS É IMPOSSÍVEL...

Nunca digas é impossível. Diz: não fiz ainda ou não tentei ainda.
(Provérbio Japonês)

Tudo aquilo que você reforça em seu pensamento, acaba tendo um destaque e uma evidência maior em sua vida.
Se você reforçar em seu pensamento a idéia dos problemas que vai enfrentar em determinado momento, com toda certeza estes problemas serão maiores, mais evidentes, mais assustadores.
Nossa mente sempre vai trabalhar com aquilo que tem presença mais forte e constante em nossos pensamentos!
Uma das colocações que eu procuro enfatizar durante minhas palestras é justamente, que: “devemos focar nas soluções, e não nos problemas”.
Isso é fácil de fazer?
Não… Tenho certeza, que no momento que você se depara com um problema bem sério em sua vida, sempre vai focalizar com mais ênfase o problema.
Mas você poderá mudar essa postura, com atitudes positivas, com treino, com determinação e autodisciplina.
Como? Veja alguns exemplos aqui!
Em primeiro lugar, esqueça as situações ruins que já derrubaram você em algum momento. Substitua em seu pensamento, por aqueles momentos que você se saiu bem, sentiu-se vitorioso.
Então, esqueça os dias de tempestades e nuvens escuras. Lembrando-se das horas passadas ao sol brilhante e céu azul.
Esqueça também todas as vezes em que você foi derrotado por algum problema e lembre-se das conquistas e vitórias, por mínimas que tenham sido.
Não pense nos erros que já não podem ser corrigidos, mas lembre-se das lições que você aprendeu com eles.
Lembre-se dos momentos de felicidade que você já viveu, em vez das infelicidades que você enfrentou.
Se em algum momento sentiu solidão, procure lembrar-se dos dias maravilhosos que você colheu sorrisos e companhias agradáveis.
Hoje, especialmente, pense nos sonhos que você ainda tem, e esqueça os planos que não deram certo!
Agora faça uma pausa para imaginar, pensar, mentalizar as coisas boas que você gostaria que acontecessem com você nesta semana!
Se você achar que isso é difícil, reflita sobre o que vou lhe falar agora:
Pense bem antes de dizer que você não consegue ou que tem medo.
Quando lhe dizem que você não pode fazer algo. Dê uma olhada em volta. Considere todas as opções, todas alternativas, faça tudo que é possível para pensar em mais uma nova alternativa.
Então vá em frente! Não tenha medo. Use todos os recursos que você tem e seja criativo!
No fim, você terá sucesso e provará que, estavam todos errados a seu respeito!
Lembre-se sempre:
Nada é impossível, quando você deseja de coração!
Pense nisso…


Sigmar Sabin (Professor, Palestrante e Aprendiz da vida)

...


NADA SERÁ COMO ANTES...

Quando uma pessoa para e fica pensando:
"Nada será como antes!"
Ela afirma com todas as forças da alma,
a sua descrença na sua própria capacidade de lidar com as decepções.
Limitando a felicidade á uma única oportunidade,
que segundo ela em seu pensamento triste,
passou e não vai voltar.

É uma condenação pessoal.

No mundo tereis aflições!
Já avisou Jesus a mais de 2000 anos atrás.
E decepções são consequências comuns das nossas lutas.
Se a vida fosse só de vitórias que graça teria?
Ninguém nem sairia de casa.

Não limite a felicidade!
Nem a sua capacidade de construir ou reconstruir oportunidades.
Ser feliz é dizer sim para este momento.

Deixe o passado no seu devido lugar:
- no álbum de fotografias da memória,
onde só deve ser reaberto, para as boas lembranças,
que nos empurram para a frente, em busca do novo.

Ser feliz é mais do que um desejo, é uma afirmação!
Uma certeza de que você merece sempre um pouco mais.
Acredite em você!
Paulo Roberto Gaefke

domingo, 22 de setembro de 2013

PURA CONSEQUÊSIA...

Se tem alguém duvidando da sua capacidade,
pode apostar que você deu todos os motivos para isso.
Muitas pessoas são "maldosas" e fazem comentários, falam mal,
principalmente daquelas que elas mesmas invejam.
Mas, duvidar da nossa capacidade é uma abertura que damos.
Uma permissão especial para que pessoas não acreditem em nós.

Você sabe que pode fazer muito mais do que anda fazendo não sabe?
Você sabe que pode ganhar mais, parar de fumar, engordar ou emagrecer.
Pode sair do analfabetismo total e tornar-se doutor ou doutora,
pode acreditar em milagres ou fazer o seu mesmo.
Só é preciso ter disciplina, foco e amor próprio.

É pouco?

Que nada!
Para a maioria dos mortais, disciplina é doença.
Foco é só o da lanterna.
E amor próprio é quase um pecado segundo algumas "convicções".
Muita gente ensina que amar-se é egoísmo.
Temos que amar o próximo! Temos que ser gentis!
Temos que doar tudo, dar a roupa e o pão.
E esquecem, que o próprio Mestre Jesus ensinou:
- Amarás o teu próximo como a ti mesmo!
Que tal começar pelo amor a ti mesmo?

O resto é pura consequência.

Paulo Roberto Gaefke

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

...

''Se você deseja ser excessivamente racional, desista.
Em algum momento entrará em contradição.
Se almeja ser extremamente cartesiano, matemático, desista.
Em algum momento sua emoção o trairá.
E, se conseguir ser racional e estritamente lógico, a vida perderá o sabor, o tempero. Estará apto para ser um alienígena, e não um ser humano.
Somos deliciosamente ilógicos.
Nossos gostos, expectativas, sensibilidades, preferências, disposições mudam com o tempo. Sofremos menores ou maiores transformações a cada momento existencial.''

Augusto Cury

terça-feira, 17 de setembro de 2013

OS OLHOS PROFUNDOS DE JESUS...

Uma das coisas mais apaixonantes que eu vejo em Jesus,
é a sua capacidade de ver além de qualquer aparência.
É fazer perguntas contundentes, que parecem irônicas,
mas que mostram a nossa natureza nua e crua,
sem retoques e sem chances de "fazer teatro".

Como se esconder dos olhos de Jesus?
Como negar as nossas fraquezas e inquietações?
Podemos fingir para o mundo, mas não fingimos para nós.
E é nesse ponto que o Cristo vai buscar a nossa verdade.

Ali, diante do cego Bartimeu, Ele pergunta sem rodeios:
- O que queres que eu te faça?
Qualquer um diria que o cego queria ver de novo,
outros mais estressados já sairiam curando o homem sem pensar.
Mas Jesus olha lá no fundo da alma daquele homem e faz a pergunta:
- O que queres que eu te faça?

Imagine se a cegueira desse homem fosse o seu ganha pão?
Imagine se essa cegueira fosse a sua "desculpa" para não o não fazer?

Quanta coisa havia naqueles olhos profundos de Jesus,
quantas respostas cabem nessa pergunta simples.

E você?
O que desejaria?
O que precisa agora para ser feliz, é de um milagre ou de alguém que conserte os seus erros?

Imagine agora, o próprio Mestre Jesus com seus olhos profundos,
encarando os seus olhos e fazendo a pergunta:
- O que queres que eu te faça?

Pense no que vai pedir, pode ser que você descubra que nem precisa de alguma
coisa a mais para ser feliz.

Nesse momento, os olhos profundos de Jesus se transformam em doce sorriso que lhe mostrará que você entendeu que tudo pode, naquele que lhe fortalece.


- O que queres que eu te faça?

Eu acredito em você
Paulo Roberto Gaefke

OS OLHOS PROFUNDOS DE JESUS...

Uma das coisas mais apaixonantes que eu vejo em Jesus,
é a sua capacidade de ver além de qualquer aparência.
É fazer perguntas contundentes, que parecem irônicas,
mas que mostram a nossa natureza nua e crua,
sem retoques e sem chances de "fazer teatro".

Como se esconder dos olhos de Jesus?
Como negar as nossas fraquezas e inquietações?
Podemos fingir para o mundo, mas não fingimos para nós.
E é nesse ponto que o Cristo vai buscar a nossa verdade.

Ali, diante do cego Bartimeu, Ele pergunta sem rodeios:
- O que queres que eu te faça?
Qualquer um diria que o cego queria ver de novo,
outros mais estressados já sairiam curando o homem sem pensar.
Mas Jesus olha lá no fundo da alma daquele homem e faz a pergunta:
- O que queres que eu te faça?

Imagine se a cegueira desse homem fosse o seu ganha pão?
Imagine se essa cegueira fosse a sua "desculpa" para não o não fazer?

Quanta coisa havia naqueles olhos profundos de Jesus,
quantas respostas cabem nessa pergunta simples.

E você?
O que desejaria?
O que precisa agora para ser feliz, é de um milagre ou de alguém que conserte os seus erros?

Imagine agora, o próprio Mestre Jesus com seus olhos profundos,
encarando os seus olhos e fazendo a pergunta:
- O que queres que eu te faça?

Pense no que vai pedir, pode ser que você descubra que nem precisa de alguma
coisa a mais para ser feliz.

Nesse momento, os olhos profundos de Jesus se transformam em doce sorriso que lhe mostrará que você entendeu que tudo pode, naquele que lhe fortalece.


- O que queres que eu te faça?

Eu acredito em você
Paulo Roberto Gaefke

segunda-feira, 16 de setembro de 2013

UMA REFEIÇÃO INESQUECÍVEL...

Você, com certeza, deve ter ido almoçar ou jantar em casa de amigos, muitas vezes.
Se hoje alguém lhe perguntasse, qual desses momentos foi inesquecível, você lembraria?
Pois quando a pergunta foi feita para uma jornalista chinesa, de imediato ela recordou da refeição mais memorável de sua vida.
Ela fora enviada a uma aldeia, em uma viagem jornalística, para apresentar  os camponeses esquecidos.
Foi designada para ficar com uma família uma noite. Um casal com três filhos.
Eles tinham duas galinhas e todos os dias trocavam dois ovos por um pouco de arroz, farinha, óleo e algumas verduras.
É claro que não estavam em condições de alimentar um hóspede. Assim, a jornalista se preparou para passar fome, pois seria melhor do que comer da pouca comida que eles tinham.
A casa tinha paredes de barro e telhado de palha. A dona da casa lhe mostrou uma prancha de madeira, a cama que ela deveria partilhar, naquela noite, com as meninas de 7, 5 e dois anos e meio.
As crianças ficaram muito agitadas. Abriram a bolsa da jornalista, tiraram tudo de dentro e a crivaram de perguntas:
O que era um creme facial? Para que servia um lenço? O que se coloca dentro de uma frasqueira?
A dona da casa gritou lá do quintal: Hora do jantar.
Pela casa escura, foram as meninas e a jornalista, até a cozinha.
As pequenas aplaudiram o que viram. A jornalista ficou petrificada: sobre a pequena mesa quebrada estava uma galinha assada.
Por que você matou sua galinha? Por favor, não diga que foi por minha causa.
A mulher não tinha meias palavras. A  vida a tornara dura, seca.
É claro que foi por sua causa! Você veio de longe e é nossa hóspede.
Apenas coma: não temos outra coisa para lhe dar.
A dona da casa se manteve fria, não sorriu, mas a jornalista ficou comovida com sua bondade.
Haveria, pensou, em algum outro lugar do mundo alguém que oferecesse metade dos seus bens terrenos a um convidado, para o jantar?
Foi uma refeição inesquecível. Uma experiência inigualável.
Com gratidão, quatro anos depois, ela voltou para visitar a família. Eles haviam enriquecido, graças à nova política da China.
E a família também demonstrou a sua gratidão por sua visita: deu-lhe, de presente, vinte galinhas e cem ovos.

*  *  *
A próxima vez que você fizer uma refeição em casa de um amigo, pense em como ele se esmerou para recebê-lo.
Pense no tempo que ele dedicou a elaborar o cardápio, escolhendo o que mais agradasse a você.
Atente para a mesa bem posta, os detalhes aqui e acolá e seja grato.
Não reclame se um pequeno senão ocorrer, como a carne não estar tão bem passada quanto você aprecia. Ou se ao molho faltou uma pitada de algo mais.
Lembre que você foi convidado, aguardado, bem recebido e manifeste a sua gratidão.


Redação do Momento Espírita com base no cap. Um par de galinhas inesquecíveis reforçou minha fé na bondade humana, do livro O que os chineses não comem, de Xinran, ed. Companhia das letras.

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

A MAIOR CARÊNCIA...

Procura-se alguém para receber todo o amor guardado há muito tempo em mim.

Amor genuíno, autêntico, pura energia saudável, toques e carícias sutis, intensas e cheias de alma.

Procura-se alguém que saiba e goste de receber amor. Alguém que se sinta à vontade com isso, que se permita ser tocado no corpo e na alma num só ato.

Procura-se urgentemente alguém que saiba o que é adoecer por não ter para quem doar o seu amor.

Não precisa retribuir, basta receber o meu amor por todo o corpo e no fundo do coração. Ele é terno, suave e verdadeiro.

Se você se interessar é só me procurar em silêncio. Ninguém precisa saber. Você me encontra fácil, espero. 

Eu moro em você, no seu peito asfixiado, agoniado, esquecido e abandonado porque você me conhece pelo nome de fragilidade, mas na verdade eu sou apenas mais um ser humano comum.

Eu sou você.

Se você topar receber esse amor, pode me aceitar sem medo e sem vergonha alguma, afinal autoestima não é pecado, não mata, nem adoece. Abandono sim.

Eu sou você dizendo que te amo e tenho guardado todo o amor do mundo para te dar!

Se você receber o meu amor eu prometo te compensar com saúde, felicidade, paz de espírito, prosperidade e muita alegria!

Por que já não serei mais aquela melhor parte de você, esquecida em você, que você renega por medo de se amar e de ser feliz. 

Foco no afeto!

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

SIMPLES ASSIM...

Não espere o dia seguinte para dizer o que anda entalado ai na sua garganta.
Nem dependa de ninguém para te fazer feliz, alias, nem espere fazer alguém feliz por completo.
Quem sonha com isso vive um grande pesadelo.
Deixa de amar e o pior, deixa de ser amado.

Faça agora algo de bom por você.
Alivie a alma que anda aflita pelo nada, pela correria dos outros.
Acame-se respirando profundamente a verdade que insiste em entrar pelos olhos,
mas que você esconde nas emoções que tanto lhe fazem mal.

Ouça o tempo gritando!
É tempo de descobrir a beleza que é a sua vida.
Fazer de cada pequena conquista um grito de vitória.
Fazer pelo mundo e pelos outros o possível, nada mais que isso.
Por você, busque até o impossível, mas sem querer tudo.
Apenas o suficiente para preencher os vazios que habitam em você.

Nada pode ser tão urgente quanto o tempo que nos resta.
Que ele seja bendito e que renda frutos amorosos.
Porque você descobriu o quanto merece ser amado.
Simples assim...

Paulo Roberto Gaefke 

terça-feira, 10 de setembro de 2013

...



















"A prisão não são as grades, e a liberdade não é a rua; existem homens presos na rua e livres na prisão. É uma questão de consciência." 

Mahatma Gandhi

sexta-feira, 6 de setembro de 2013

...

Não seja desnecessariamente sobrecarregado pelo passado.
Vá fechando os capítulos que você já leu; não há necessidade de ficar voltando e voltando de novo. E nunca julgue nada do passado pela nova perspectiva que está chegando, porque o novo é o novo, incomparavelmente novo e o antigo foi certo dentro de seu próprio contexto, e o novo é o certo dentro de seu próprio contexto, e os dois são incomparáveis".


Osho

...


...


quinta-feira, 5 de setembro de 2013

...



O QUE ACONTECE NO MEIO...

Vida é o que existe entre o nascimento e a morte.
O que acontece no meio é o que importa.
No meio, a gente descobre que sexo sem amor também vale a pena, mas é ginástica, não tem transcendência nenhuma. Que tudo o que faz você voltar para casa de mãos abanando (sem uma emoção, um conhecimento, uma surpresa, uma paz, uma ideia) foi perda de tempo.
Que a primeira metade da vida é muito boa, mas da metade para o fim pode ser ainda melhor, se a gente aprendeu alguma coisa com os tropeços lá do início. Que o pensamento é uma aventura sem igual. Que é preciso abrir a nossa caixa-preta de vez em quando, apesar do medo do que vamos encontrar lá dentro. Que maduro é aquele que mata no peito as vertigens e os espantos.
No meio, a gente descobre que sofremos mais com as coisas que imaginamos que estejam acontecendo do que com as que acontecem de fato.
Que amar é lapidação, e não destruição.
Que certos riscos compensam - o difícil é saber previamente quais.
Que subir na vida é algo para se fazer sem pressa.
Que é preciso dar uma colher de chá para o acaso.
Que tudo que é muito rápido pode ser bem frustrante.
Que Veneza, Mykonos, Bali e Patagônia são lugares excitantes, mas que incrível mesmo é se sentir feliz dentro da própria casa.
Que a vontade é quase sempre mais forte que a razão. Quase??? Ora, é sempre mais forte.
No meio, a gente descobre que reconhecer um problema é o primeiro passo para resolvê-lo.
Que é muito narcisista ficar se consumindo consigo próprio.
Que todas as escolhas geram dúvidas - todas.
Que depois de lutar pelo direito de ser diferente, chega a bendita hora de se permitir a indiferença.
Que adultos se divertem mais do que os adolescentes.
Que uma perda, qualquer perda, é um aperitivo da morte - mas não é a morte, que essa só acontece no fim, e ainda estamos falando do meio.
No meio, a gente descobre que precisa guardar a senha não apenas do cartão do banco, mas a senha que nos revela a nós mesmos.
Que passar pela vida à toa é um desperdício imperdoável.
Que as mesmas coisas que nos exibem também nos escondem.
Que tocar na dor do outro exige delicadeza.
Que ser feliz pode ser uma decisão, não apenas uma contingência.
Que não é preciso se estressar tanto em busca do orgasmo, há outras coisas que também levam ao clímax: um poema, um gol, um show, um beijo.
No meio, a gente descobre que fazer a coisa certa é sempre um ato revolucionário.
Que é mais produtivo agir do que reagir.
Que a vida não oferece opção: ou você segue, ou você segue.
Que a pior maneira de avaliar a si mesmo é se comparando com os demais.
Que a verdadeira paz é aquela que nasce da verdade. E que harmonizar o que pensamos, sentimos e fazemos é um desafio que leva uma vida toda, esse meio todo.


Martha Medeiros - Crônica extraída do livro "A graça da coisa"

quarta-feira, 4 de setembro de 2013

...


O garoto pintava o desenho
Cheio de esmero e empenho 
A tia quis ajudar 
O garoto não soube negar 
A tia pintou tudo errado 
Verde no céu, azul no gramado 
O garoto chorou escondido 
Rasgou seu desenho perdido 
Aprendeu muito cedo assim: 
Aquilo que eu quero pra mim 
Pode não ser o que o outro deseja 
Ou seja: Fazer aos outros o que gostaria que fizessem a você, muitas vezes é um grande erro. Porém, NÃO fazer aos outros o que NÃO gostaria que fizessem a você, é acertar sempre. 

Victor Chaves

EQUIPE UNIDA...

"Ouve o conselho, e recebe a correção, para que no fim sejas sábio." Provérbios 19.20

Contam que na carpintaria houve uma vez uma estranha assembléia.
Foi uma reunião de ferramentas para tirarem suas diferenças. 
 
Martelo exerceu a presidência, entretanto lhe foi notificado que teria que renunciar. Por quê? Perguntou o martelo. Fazia demasiado ruído! E também, passava o tempo todo golpeando. O Martelo aceitou sua culpa, mas pediu que também fosse expulso o parafuso. Disse que ele necessitava dar muitas voltas para que servisse para alguma coisa. 
 
Ante ao ataque, o parafuso aceitou também, mas, por sua vez, pediu a expulsão da Lixa. Fez ver que era muito áspera em seu tratamento e sempre teria atritos com os demais. 
 
Lixa esteve de acordo, mas com a condição de que também fosse expulso o Metro, que sempre ficava medindo os demais segundo sua medida, como se fora o único perfeito.
 
Nisso entrou o Carpinteiro, pôs o avental e iniciou o seu trabalho. Utilizou o Martelo, a Lixa, o Metro e o parafuso. Finalmente, a grosseira madeira inicial se converteu em um lindo móvel. 
 
Quando a carpintaria ficou novamente só, a assembléia recomeçou a deliberação. Foi então que tomou a palavra o Serrote, e disse:
 
-Senhores, foi demonstrado que todos têm defeitos, entretanto o carpinteiro trabalhou com nossas qualidades. Isto é o que nos faz valioso. Assim, não pensemos sobre nossos pontos fracos, e nos concentremos na utilidade de nossos pontos fortes.
 
A assembléia concordou que o Martelo era forte, o parafuso unia e dava força, a Lixa era especial para afinar e limar asperezas e observaram que o Metro era preciso, exato. Sentiram-se, então, como uma equipe capaz de produzir móveis de qualidade. Sentiram alegria por poderem trabalhar juntos.
 
Ocorre o mesmo com os seres humanos. Observe e o comprovará. Quando em uma empresa as pessoas buscam pequenos defeitos nos demais, a situação se transforma em tensa e negativa. Ao contrário, quando se busca com sinceridade os pontos fortes dos demais, florescem as melhores conquistas humanas.
 
Temos grande habilidade de apontar o dedo e encontrar defeitos nos outros; Qualquer um pode fazer isto, Contudo, encontrar qualidades... Isto é para os sábios! 
 
Perante Jesus, não há o que seja maior, Ele mesmo em uma parábola mostrou que a menor das sementes, a mostarda, pode se transformar numa grande árvore e servir de abrigo aos pássaros. "O qual é, realmente, a menor de todas as sementes; mas, crescendo, é a maior das plantas, e faz-se uma árvore, de sorte que vêm as aves do céu, e se aninham nos seus ramos." Mateus 13:32
Seja feliz com o dom que Deus lhe deu e saiba usá-lo da melhor maneira possível, para a glória de Deus, e assim Deus te honrará e por onde você passar fará diferença e se destacará, porque com Deus podemos todas as coisas, porque Ele nos fortalece. E não olhe para os defeitos do seu próximo nem faça comparações, pois todos têm defeitos, mas também qualidades e se nos fixarmos nas qualidades nos tornaremos uma equipe capaz de conquistar grandes feitos. 


Desconheço o Autor

terça-feira, 3 de setembro de 2013

...


MOTIVOS NO HORIZONTE...

Muita gente vai te dizer que você deve acordar sorrindo.
Sem imaginar a cascata de dor que você está vivendo.
Muita gente vai te pedir para ter fé e acreditar.
Sem imaginar quantas vezes você acreditou e nada aconteceu...

Muita gente vai te dizer que você deve perdoar.
Sem saber da metade do mal que te fizeram.
Muita gente vai te julgar, e pior, vão te condenar,
sem direito a julgamento, sem saber da sua história.

Ainda assim, não se perca de você!

Não se deixe dominar pelo que dizem, nem pelo que pensam.
Acredite na sua capacidade de julgar, de acertar e até de errar.
Levante a cabeça e procure por um ponto no horizonte.
Uma meta, um desafio onde você queira chegar.

Esqueça de tudo, e se preciso for, esqueça-se de todos,
só não se esqueça da pessoa mais importante na sua história,
que merece amor, carinho e respeito:
você!
Tudo isso e muito mais é o seu direito.
Seja feliz.

Paulo Roberto Gaefke

AS AFLIÇÕES DO MUNDO...

Em conhecida passagem do Evangelho, Jesus diz a Seus discípulos que no mundo eles terão aflições.
Os registros bíblicos confirmam a previsão.
Todos os companheiros diretos de Jesus enfrentaram grandes padecimentos.
Apenas João Evangelista não foi martirizado.
Evidentemente, houve sensível progresso desde aquela época.
Os costumes se refinaram e hoje, na ampla maioria dos países, não se cogita mais de matar alguém por sua fé.
Contudo, o alerta do Cristo permanece atual.
A mensagem cristã é a da vida reta e fraterna.
O cristão deve ser honrado e solidário.
Não basta viver retamente, sendo necessário amparar os irmãos de jornada.
Também não adianta apenas ser generoso com o semelhante.
É preciso dar a César o que é de César, no sentido de cumprir rigorosamente os próprios deveres.
Ocorre que quem se aprimora, em geral, passa a esperar conduta idêntica dos que o rodeiam.
A criatura rigorosamente honesta anseia por viver em um meio honesto.
Ao desenvolver uma sensibilidade mais apurada, anela por beleza e suavidade.
Entretanto, o mundo segue em seu próprio ritmo.
Um homem pode apenas ditar a cadência de sua evolução.
Quanto aos demais, resta-lhe somente influenciar, mais por exemplos do que por palavras.
Afinal, o livre-arbítrio é uma dádiva de Deus aos Seus filhos.
Cada um é livre para decidir os seus caminhos e se vai apressar ou retardar o passo rumo à paz.
Bem se vê como é delicada a posição do genuíno cristão no mundo.
Ele elege um ideal sublime, esforça-se por vivê-lo e deseja que se expanda, no benefício geral.
Contudo, o mundo não corresponde a contento a esse anseio.
O cristão necessita ser o sal da Terra e a luz do Mundo.
Justamente por isso, não pode se afastar dos irmãos de jornada.
Daí vive honradamente em um mundo corrupto.
Por consequência, experimenta contínuas aflições.
Aflige-se pelos filhos que não aproveitam a educação recebida e optam por trilhar estranhos caminhos.
Angustia-se pelo esposo ou esposa que não lhe partilha o ideal.
Agasta-se por deslealdades que testemunha na vida profissional.
Entristece-se pela falta de honestidade de políticos e dirigentes públicos.
Entretanto, se a aflição é esperada, o desânimo não se justifica.
O progresso ocorre com vagar, mas é uma lei da vida.
As perfeitas Leis Divinas tratam de colocar tudo em seu lugar, no lento ciclo dos séculos.
O relevante é a paz de consciência de quem age retamente.
E a inefável certeza de que transita para fases superiores da existência imortal, na condição de agente do progresso.
Pense nisso.


Redação do Momento Espírita

domingo, 1 de setembro de 2013

O VÔO...











Permanece o espírito do vôo 
Naquele que, mantendo os pés no chão 
Acredita no sonho, de coração 
Abre as asas da coragem
E inspira os que estão no caminho
E, mesmo que se sinta, não estará sozinho
Na volúpia do arfar vigoroso
Nada o impedirá de subir
Para o mérito do pouso, no porvir 


Victor Chaves
Ocorreu um erro neste gadget