Páginas

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

BÁSICO É O AMOR...


Necessidade básica é o que alegra a alma.
Aquelas coisas gostosas que quando acontecem, nos fazem rir a toa.
Você tem dado bastante risada ultimamente?
Tem rido do quê?
Não é da desgraça alheia não, por favor...
Não me diga que você só anda de cara fechada, que anda assustando criancinhas só de olhar para elas.
Mas, o pior você não sabe; tem gente que não sabe que está infeliz, e sai por ai maltratando as pessoas, descontando até sem querer, a falta de amor que ela sente.
Por isso que tem gente matando gente por ai, por isso que tem gente desrespeitando gente, por isso que o preconceito ainda existe, por isso que a gente bate boca por nada, reclama de tudo, fala mal dos outrosa, briga com filhos, pais, amigos, vizinhos, FALTA DE AMOR!
O caso é tão grave que a "falta de amor" deveria ser considerada "doença grave", dessas que fazem mal a todos os órgãos humanos, causa desânimo, gripes e até cânceres.
O remédio?
Ah! o remédio é o próprio amor.
Mas não esperar ou querer comprar "amor" dos outros.
Amor é um imã, quanto mais você se ama, mais você se doa, mais você ama, e quanto mais ama, mais recebe amor.
Comece amando essa pessoa que você vê no espelho todas as manhãs, depois saia distribuindo a sua simpatia pelo mundo, sendo feliz com muito pouco, sem precisar dos exâgeros do mundo.
E assim, o seu sorriso será tão bom de se ver, que as criancianhas vão abrir os bracinhos para você, os animais vão querer ficar nos seus pés, o mundo vai se abrir em flor, porque você será mais que especial, você será o próprio Amor.
Ame muito!
Paulo Roberto Gaefke

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget