Páginas

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

O VÔO DAS BORBOLETAS...


Deixem os ´vôzinhos´ alçarem novos vôos!
caso não tenha se soltado da palavra 'vôzinho' ou 'vózinha' a fragilidade é fruto da mente (uma pessoa nunca deixará
de ter partes em transição criança-adulto...)
Cada 'vovozinho'; que parte, parte com uma das partes mais doces de nós, eles precisam soltar o casulo para se transformar verdadeiras: BORBOLETAS!

Quanto maior a simplicidade na visão da Natureza maiores as dificuldades em se reconhecer... o quanto é simples
nascer e ´morrer´... porquê?
Desta lição no mínimo o que se pode retirar é o desprendimento...
Como diria Richard Bach "Longe É um Lugar Que Não Existe"

"A liberdade não é surda-muda, nem paralítica.
Ela vive, ela fala, ela bate as mãos, ele ri, ela assobia, ela clama, ela vive da vida" (Machado de Assis)

Rosangela Aliberti

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget