Páginas

terça-feira, 7 de abril de 2009

O SEU FALAR...


Fale com suavidade, cuide do seu tom de voz.
Certas palavras que nada dizem, por vezes ferem, machucam a alma de quem a escuta, pela maneira como foram ditas.
Por isso, evite falar quando não está bem, na discussão, ouça, evite o confronto.
Verdades entaladas, ditas na hora da discussão, podem terminar com um longo relacionamento, aniquilam uma amizade que é muito cara, esvaziam possibilidades de aproximação, cutucam feridas, doem no coração.
Hoje é o dia perfeito para abaixar a voz.
Quem educa não grita, e quem grita não educa.
Não confunda falar com firmeza com ofensa, nem acredite que a intimidação é sinal de respeito.
A fala amorosa, ainda que pareça fraca, marca, deixa uma impressão em quem a ouve, faz a pessoa refletir, e as vezes, envergonhar-se.
Como falar de amor aos gritos?
Isso não existe, é impossível.
O seu falar é o reflexo do que vai na sua alma, se você anda gritando, soltando fogo ao falar, o problema não está com os outros, está ai dentro de você.
Resolva-se.
Cuide-se!
Paulo Roberto Gaefke

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget