Páginas

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

ESSÊNCIA...


Deus, que eu aprenda a reconhecê-lo na simplicidade do dia;
nos bons amigos que se preocupam comigo;
nos familiares que eu amo tanto;
nos animais que eu acolho;
nos bons sentimentos que escolho;
no alimento que eu como.
Que eu te reconheça sempre na Luz, mas antes, meu Deus, que eu posso encontrá-lo:
no inimigo que não me suporta, e dele não carregar nenhum rancor.
No familiar mais "complicado", que talvez precise ainda mais da minha atenção.
No animal que eu tenho pavor, e que necessita ainda mais de amor.
No alimento que eu desperdicei, sem sequer experimentar, no pão que eu não dei.
Nosso Deus, nosso Horizonte e Rumo, de tudo o que podes me oferecer, entre todos os tesouros que estão a disposição, não quero às jóias nem o ouro que são mera ilusão, nem quero paixões ou experiências da carne,
quero equilíbrio físico e espiritual, quero serenidade.
Quero sentir a paz como se pudesse medi-lá, tendo a tão palpável, que quem olhar para mim, vai senti-lá e desejará a paz.
E assim, nesse encontro com a divindade interior, possa eu um dia, sentar-me sob árvore frondosa, e por entre os galhos da tua misericórdia, deixar que habites em mim, e finalmente descubra, que Deus é mais que um simples julgador, Deus é o tudo, mas antes de mais nada, Deus é amor!

Que esse Amor Divino, seja derramado sobre a sua vida neste dia, em forma de bençãos, paz e serenidade para descobrir-se.
Para ter a certeza do caminho escolhido, para ter ainda hoje, e não amanhã, que pode nem existir, a felicidade real e completa, que você merece.
Hoje e sempre, que assim seja, amém.
Paulo Roberto Gaefke

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget