Páginas

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

DOÇURA... AMOR...


DOÇURA...

Doçura é a maestria dos sentidos.
Olhos que vêem no fundo das coisas, ouvidos que escutam o coração das coisas, lábios que falam apenas a essência das coisas.
Doçura é o resultado de uma longa jornada interior ao âmago da vida e a habilidade de lá permanecer e observar.
A doçura procura pelo bem nas coisas, pois no seu coração reside a convicção de que o bem existe em algum lugar em tudo, é só ter paciência para descobri-lo.

AMOR...

Há duas qualidades básicas que são a essência de todas as outras: amor e verdade.
O amor baseado no apego causa sofrimento quando a separação acontece.
Porém o amor sem egoísmo, que não é misturado com o sentimento de eu e meu, espalha luz.
Assim como a luz se espalha para todos os lados, o amor divino vai para todas as pessoas.
O poder para amar a todos vem da verdade.
A verdade eleva a consciência a tal nível que a pessoa não é afetada pelas ações dos outros,
sejam elas certas ou erradas.

Brahma Kumaris

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget