Páginas

quinta-feira, 17 de junho de 2010

CRISTO VIVE EM MIM...


"Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim." Gálatas 2:20

Um grupo de vendedores foi a uma Convenção de vendas.
Todos tinham prometido às suas esposas que chegariam a tempo para o jantar da sexta-feira.
No entanto, a convenção terminou um pouco tarde, e chegaram atrasados ao aeroporto.
Entraram todos com seus bilhetes, correndo pelos corredores.
De repente, e sem querer, um dos vendedores tropeçou em uma mesa que tinha uma canastra de maçãs (exposição em forma de pirâmide).
As maçãs saíram voando por toda parte.
Sem deter-se, nem voltar atrás, os vendedores seguiram correndo para o embarque no avião.
Todos menos um.
Este se parou, respirou fundo, e experimentou um sentimento de compaixão pela dona do posto de maçãs.
Disse a seus amigos que seguissem sem ele e pediu a um deles que ao chegar em sua cidade, chamasse a sua esposa e lhe explicasse que ia chegar num vôo mais tarde.
Regressou-se ao terminal e encontrou todas as maçãs atiradas pelo solo.
Sua surpresa foi enorme ao dar-se conta de que a dona do posto era uma menina cega.
Encontrou-a chorando, com lágrimas escorrendo pelo seu rosto.
Tateava ao andar, tratando, em vão, de recolher as maçãs, enquanto a multidão passava vertiginosamente sem deter-se e sem importar-se com o infortúnio da menina.
O homem se ajoelhou junto dela, falou-lhe, juntou as maçãs, colocou-as numa caixa e ajudou a montar a canastra de exposição novamente.
Enquanto o fazia, deu-se conta de que muitas da maças tinham sido golpeadas e estavam machucadas.
Recolheu-as e as pôs em outra canastra.
Quando terminou, sacou sua carteira e lhe disse à menina:

"Toma, por favor, este dinheiro pelo dano que fizemos. Estás bem?"
Ela, chorando, acenou com a cabeça.
E o homem disse ainda para a menina,
"Espero não ter arruinado o seu dia".
Conforme o vendedor começou a afastar-se, a menina gritou:
"Senhor..."
Ele se deteve e voltou a olhar para os olhos cegos Ela continuou:
"É VOCÊ, JESUS...?"

Ele se parou atônito e olhou ao seu redor.
Deu várias voltas, antes de dirigir-se ao embarque noutro vôo, com essa pergunta queimando-lhe o peito e vibrando em sua alma: "É VOCÊ, JESUS? ".
E você irmão, já te confundiram com Jesus?
Porque esse é o nosso destino, não é assim?
Parecer-nos tanto com Jesus, que as pessoas não possam distinguir a diferença.
Parecer-nos tanto com Jesus, conforme vivemos num mundo que está cego ao seu Amor, sua Vida e sua Graça.
Se dissermos que conhecemos a Jesus, deveríamos viver e atuar como Ele faria.
Conhece-lo é bem mais do que citar os Evangelhos, e ir à Igreja.
É, em realidade, viver sua palavra cada dia.
Nós somos como a menina cega, ainda quando tenhamos sido golpeados pelas quedas.
Ele deixou tudo e nos recolheu, a você e a mim no Calvário, e pagou por nossa maça machucada.
Vivamos, pois, a partir de agora, como se valêssemos o preço que Ele pagou por nós!

Comecemos hoje!

JESUS VIVE

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget