Páginas

terça-feira, 5 de outubro de 2010

SUCESSO PUBLICITÁRIO...


O maior sucesso de comunicação do século 20 é o filme publicitário; mas ele não teria a eficácia que tem se não considerasse como fator determinante – em sua criação e produção – a que público ele se destina. Por isso, é o sucesso que todos conhecemos. Esses filmes, em apenas 30 segundos conseguem passar um mundo de informações que sugerem soluções, despertam e satisfazem expectativas e, sobretudo, dão prazer.

Tratando-se de Marketing Pessoal, para que haja boa comunicação – tal como nos ensinam algumas dessas maravilhas desenvolvidas em 30 segundos – é preciso, em primeiro lugar, que você conheça o produto; ou seja, você mesmo.

Em segundo, que você saiba tudo sobre a pessoa com quem vai falar – ou seja, o seu “público-alvo”. E, para completar, é preciso saber “passar a sua mensagem”. O bom comunicador é parcimonioso no uso do tempo e das palavras: a tagalerice e a verborragia estão na contramão da comunicação.

Pessoas que falam demais, que falam durante muito tempo e que, sobretudo, falam à toa, tendem a ser mais comunicadores. Ignoram o valor e o peso das palavras. Bons comunicadores são recíprocos: falam menos do que ouvem e dão aos seus interlocutores o que eles desejam, sem impor nada.

Excesso de mensagens polui o entendimento, gerando confusão. Por isso, lembre-se dos filmes publicitários. Afinal, não nos comunicamos pelo que falamos: nos comunicamos pelo que somos; quem tem autoridade sobre o que fala, quem é confiável de um modo geral, quem se compromete com seu próprio discurso, certamente é um bom comunicador.

Lúcia de Bidart, no livro "Marketing Pessoal"

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget