Páginas

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

USE O SEU TEMPO LIVRE...


Muita gente transforma seu hobby num trabalho em tempo integral, e essa transição de hobby a ganha pão é muitas vezes gradual.

Imagine alguém que gosta de fotografia e dedica seu tempo livre a ela. Essa pessoa começa fotografando casamentos e festinhas de parentes e amigos. De vez em quando ganha um concurso de amadores. Pouco a pouco, vai obtendo mais trabalho e, em alguns anos, está ganhando mais nos fins de semana do que no escritório...

Outra pessoa gosta de idiomas. Fala italiano e inglês e decide aprender espanhol. Faz uma viagem de férias a Barcelona para aprimorar o aprendizado e passa a dar aulas de inglês de graça depois do trabalho. Em poucos anos, ela estará falando fluentemente três idiomas e decide fazer um curso de tradução para se aperfeiçoar... Depois de um tempo, ela tenta e consegue uma colocação numa escola de idiomas.

Um outro fulano gosta muito de caminhar e acampar e tem todo o equipamento necessário para o hobby: botas especiais, barraca, mochila. Ele percebe que outras pessoas gostariam de acampar, mas não têm o material. Ele passa a alugar o seu. Às vezes organiza uma viagem, leva pessoas em sua perua – e cobra... Com o tempo, muda de profissão...

Aí eu pergunto: o que aprendemos com essas pessoas?

- aprendemos que é possível ganhar a vida fazendo uma coisa que a gente gosta;

- que o mundo é um mercado; e assim, quem desenvolve uma habilidade encontra gente disposta a pagar por ela.

Aprendemos também que a vida real é bem diferente da ficção – dos filmes e novelas. Nesses casos, os personagens conseguem tudo o que querem e precisam como que num toque de mágica... A vida real é mais frustrante. Nela, as coisas demoram um pouco para acontecer, mas acontecem... E mais, pessoas que transformam seu hobby em profissão não passam muito tempo assistindo a novelas. Viver a vida dos outros não se compara a viver nossa própria vida.

Em poucas palavras: se você quer ganhar a vida fazendo o que gosta, o seu passatempo é uma possível fonte de renda. Enquanto não tiver interesses nas horas vagas, suas opções ficam limitadas.
Andrew Matthews, em "Siga seu coração"

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget