Páginas

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

CORAGEM...

Saia da casca, saia do quarto escuro, a vida te espera de braços abertos, se é o passado que te assombra, sossegue, esse é um fantasma que só tem a força que você empresta, esse é um monstro fraquinho, que depende de você, então, abandone-o, tranque-o no armário e saia…
Venha ver o dia lindo, as flores que insistem em crescer mesmo no asfalto, espremidas em pouca terra, olha para esse rio que corre com força, quase morto com a nossa ignorância de tanta poluição, olhe para os campos verdes e floridos, nem o homem consegue matar essa força divina, e veja os animais que andam em liberdade, não lhes faltam alimentos, nem água,
e qual o arquiteto que faz uma casa como o João de Barro?
Coragem!

Deus lhe entrega o dia não como castigo, mas como presente, e a falta de ânimo é uma recusa, é um desprezo pelo presente tão precioso.
Alma querida, o dia escorre pelas mãos, passa rápido e quando queremos, o perdemos, não dá para voltar atrás, então eu te peço:
esqueça o que passou e não tente adivinhar o amanhã, viva o dia de hoje, sem medo, sem receios, se tiver que voar, voe, se tiver que atravessar a ponte, atravesse, se for em meio a noite escura, vá sem medo, se ficar sem coragem, confie nessa força Maior, nesse “Poder” que vem através do sol, da força misteriosa das chuvas e dos ventos, te convidando para o grande baile da vida, e é o próprio Criador quem lhe tira para dançar, motivado pelo amor, amor por você, alma querida, que recebe agora esse convite:

vem viver, vem!
Eu acredito em você.

Paulo Roberto Gaefke

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget