Páginas

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

O MAIOR TESOURO...

Você não é o vaso bonito da sala de estar.
Não pode ficar parado diante dos fatos que gritam.
Se a situação não está boa, ouça os gritos da alma.


Não insista na onda de fazer besteiras;
não faça novas dívidas para pagar dívidas,
não se maltrate odiando alguém,
não se culpe pelo que não fez,
não se condene pelo que fez,
não jure pelo tempo, nem por 1 dia sequer,
não se esparrame na dor da saudade,
não se entregue na primeira derrota,
não assuma a dor dos outros,
não fale mal de ninguém,
não fale mal de si mesmo.


A vida, como as nuvens no céu,
segue uma trilha invisível aos olhos,
impulsionada pelos ventos das decisões que tomamos.


Não se deixe levar por uma emoção.
Pare. Pense. Reflita.
Se precisar, peça mais tempo, ouça alguém mais velho,
e se puder, ouça alguém mais novo também,
sempre é bom pesar em duas balanças distintas.


O que vale é a busca da paz interior.
Esta sim é a sua maior conquista.
O resto é enfeite, adorno, bijuteria,
ouro dos tolos que buscam na conquista dos bens materiais,
a realização da vida, pobre ilusão.


Faça um acordo com a Vida, em tudo use o coração,
coloque amor em cada gesto, em cada pensamento e atitude.
Mas, cada realização seja fruto do racional,
do seu poder de pensar, analisar e decidir.


O caminho está livre!
Cabe a você decidir por onde quer ir.
Se vai arrastado pela multidão, ou vai sozinho.
Se segue por este ou por aquele atalho.
A Vida está em suas mãos.
Não a entregue para ninguém.
É o seu único e maior tesouro.


Pense nisso!


Paulo Roberto Gaefke

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget