Páginas

quinta-feira, 3 de maio de 2012

DESENTULHE-SE!

Desentulhe a sua vida!
Desentulhar significa: Tirar o entulho; desobstruir, desimpedir (um local que estava entulhado).


Com as facilidades da vida moderna, vamos comprando e guardando coisas e mais coisas, que acabam por tomar o nosso espaço e por vezes, acabam nos sufocando, roubando parte da nossa paz.


Aquele aparelho de ginástica fantástico que você não usa nem em dias de frio, aquele super conjunto que corta, fatia, faz suco, mói carne e ainda assa um bolo e que ocupa metade do seu armário e está empoeirando, pois você descobriu que a faca é melhor que tudo aquilo junto...


Ah! e aqueles sapatos velhos?
E os novos que você comprou e depois detestou?


Roupa então, se você parar e analisar, vai descobrir um monte que nem lhe serve mais...
Não vamos nem parar para ver os papéis, pois se você for olhar um por um é capaz de achar alguma nota fiscal do Egito Antigo, referente a alguma mumificação, não tem não?


Facilite a sua vida!
Desentulhe-se e aproveite para desentulhar "velhos pensamentos", telefones que ainda estão na sua memória e nem existem mais. Amores perdidos no seu pensamento que só atrapalham o novo relacionamento, que pode até estar demorando pela sua insistência do passado que não volta mais.


Desentulhe-se de amigos chupins. Aqueles que só aparecem para levar alguma vantagem sobre você.
Desentulhe-se das mentiras, mesmo aquelas que usamos para supostamente não magoar alguém.
Desentulhe-se de representar algum papel que não seja o seu "eu" verdadeiro.
Desentulhe-se de pensamentos imediatistas, de posse, de conquistas materiais inúteis.
Desentulhe-se de fardos do passado, aposte no dia de hoje para ter um futuro lindo.
Desentulhe-se da arrogância que cega, maltrata, humilha e afasta pessoas de bem.
Desentulhe-se de religiões que vendem milagres sem o seu esforço pessoal.
Desentulhe-se de conhecimento inútil, de revistas de fofocas, de material pornográfico e coisas assim.
Desentulhe-se da grosseria que no nosso nervosismo servimos para as pessoas queridas.


Por fim, livre-se das comparações inúteis.
Você é único e sem igual.
Fique livre das tralhas, do acúmulo inútil, seja de pensamentos, seja de bens materiais.
Livre, leve e solto para viver plenamente.


Paulo Roberto Gaefke

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget