Páginas

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

AJUDA AJUDANDO-TE...

Ajuda, ajudando-te

Tente ser realista, mas não deixe de usar a ternura,
não precisa ser bonzinho, nem fazer de tudo para ajudar,
muitas vezes queremos ajudar e atrapalhamos tudo,
outras vezes, queremos fazer coisas além das nossas possibilidades e acabamos arrumando mais uma encrenca para nós mesmos.

Não tente reinventar o que já existe, use o que já tem, pense, analise, determine e faça.
Use seu senso de justiça, é assim que podemos construir um mundo melhor e verdadeiramente digno. Auxiliando quando realmente for preciso, ensinando quando o momento pede, ofertando quando a situação exige.

Cuidado com a pseudo-caridade, que agride ao necessitado, como esmola que ofende, como ajuda que queima lá dentro da alma, até para ajudar precisamos ser éticos e muitas vezes, profissionais, para que nossa mão esquerda não veja o que a direita faz e nossa língua não saia espalhando a miséria alheia, expondo feridas.

As vezes já temos tantos problemas e ainda assim, queremos ser os salvadores do mundo e atraímos para nós os problemas dos outros, em nome da "amizade", da "caridade", da "religiosidade", sem pensar nas consequências, e com um agravante: damos esperança para quem já está em uma situação difícil e no fim, acabamos complicando ainda mais a nossa própria vida e arrumando mais um desafeto.

Antes de sair por ai libertando o mundo, toma a tua própria cruz e carregue-a até o monte, depois de terminar a tua tarefa, pense em auxiliar com o que podes de fato fazer para o bem estar geral, assim, você estará livre para auxiliar com dedicação, afeto e justiça e sua caridade terá uma marca, um perfume quase divino, onde você passar vai ficar o rastro da Luz, o verdadeiro perfume de Jesus.

Paulo Roberto Gaefke

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget