Páginas

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

VIGIAR OS PENSAMENTOS...


Na verdade, tudo começa no exato momento em que você se deixa levar pelo pensamento.
E o pensamento gera uma energia, que pode virar um gosto, que vira desejo, e se expande até colocar em nós, a chama da realização.

Isso, tanto para o bem, como para o mal.
Quantas vezes você não se perguntou como é que alguém arma uma trama de vingança, e vai até o fim, dando cabo a uma vida, uma família, uma vila, uma cidade inteira?

Tudo começo nesse pensamento, que vai se transformando a gosto do freguês.

Arrumamos desculpas para tudo...

Dias atrás vi uma bailarina de banda de forró ser assassinada a mando de uma outra porque ela se sentiu "no direito" de achar que ela roubou a vaga dela na banda.

Montamos em nossa mente cenas que muitas vezes não existem.
Veja o caso das pessoas ciumentas ao extremo.
99,9% do que elas julgam ser realidade, na verdade são pensamentos distorcidos que fazem dos fatos que julgam ser sempre contrário ao que desejam. São pessoas possessivas que não aceitam essa "qualidade", e julgam-se normais, ao confundirem "posse" com "amor".

Vigie os seus pensamentos!
Não deixe que eles tomem forma se não forem para uma boa causa, para o seu crescimento, para ajudar pessoas realmente necessitadas.
Cuide dessas ideias que parecem tão normais e que acabam te levando em uma viagem onde motorista na verdade é você!
Por isso, meditar, silenciar um pouco algumas vezes durante o dia deveria ser matéria escolar obrigatória no ensino médio em diante, e levada pela vida afora, criando pessoas mais centradas, menos rancorosas, mais gentis e amorosas.

Vigie os seus pensamentos.
E se uma força maior ainda te deixar naquele processo de ficar remoendo um assunto chato, entre em oração. A oração é um poderoso elemento de ligação do seu "eu" com a "Força Superior" que pode ter o nome que você quiser, e revela em você à alegria de ser livre para escolher caminhos, roteiros, amigos, amores e até os seus pensamentos.
Seja feliz!

Paulo Roberto Gaefke

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget