Páginas

quarta-feira, 8 de maio de 2013

PROMETA-SE...


Hey, cara. Vou te dizer o seguinte, não tá fácil pra mim ser você e aguentar todas  culpas que você traz diariamente. Tô cansado também de tanta raiva que você fica remoendo todos os dias antes de dormir e também estou com o estômago estourando de tantas coisas que você gostaria de dizer e não diz, ou por medo ou por orgulho, preferindo engolir. As vezes eu me canso muito de ser você, então venho te propor um acordo. Quero que você se comprometa com algumas regrinhas básicas para que consigamos ser felizes. Então, levanta essa sua mão direita agora e repita comigo:
Nessa semana e por todos os outros dias que estão por vir eu prometo viver como se a morte estivesse sempre a porta, no entanto com a tranquilidade dos que se sabem eternos. Prometo proferir menos críticas e mais opções de soluções.
Prometo apreciar o dia, mesmo que tudo esteja um caos e todos os dias da semana se pareçam com uma segunda.
Prometo ao menos uma vez nessa semana dar um abraço em meus pais e lhes dizer o quanto os amo.
Prometo arriscar mais, fazer mais feliz meu coração, mesmo que pra isso eu precise passar por cima do meu orgulho, afinal, pra quê ele (o orgulho) serve mesmo?
Prometo ser mais tolerante, comigo, com os outros.
Prometo filtrar mais o que ouço e guardar pra mim só o que realmente me fizer bem.
Prometo não perder a fé no mundo mesmo que a Coréia do Norte e a do sul se estourem em guerra, mesmo que eu só veja desgraças nas manchetes de jornais.
Prometo fazer minha parte para que o mundo seja um lugar melhor, mesmo que isso pareça ridículo e mesmo que fazer minha parte seja apenas jogar o lixo no lixo e tratar as pessoas bem.
Prometo insistir em acreditar em mim mesmo, mesmo quando eu for tempestade ou dia sombrio.
Prometo ir um pouquinho mais além quando eu achar que não dá mais.
E me prometo, por nada nem ninguém desse mundo, desistir de mim.

Ass: Eu (mas atendo também pelo seu nome, coração, eu interior, mente ou o qualquer outro nome louco que você queira dar)

Camila Lourenço

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget