Páginas

segunda-feira, 17 de março de 2014

DESVIE-SE!

Desvie-se!
Daquela ideia de vingança, 
por mais que você acredite que seja um direito seu.
O ódio é uma faca de duas pontas, uma está sempre voltada para nós mesmos.

Desvie-se
De pessoas que insistem em te julgar.
Para saber o que você passa tem que viver o que você vive,
e isso, só você para sentir.

Desvie-se!
De pessoas bajuladoras, que vivem puxando o saco.
Quase sempre tem algum interesse e na hora que você precisar,
elas são as primeiras a te abandonar.

Desvie-se!
Dos amores e pessoas problemáticas.
Amores enrolados, situações mal resolvidas...
Fuja, respeite o seu espaço e o seu fígado.
Quer chorar? Vai assistir um filme dramático.
Pelo menos quando acabar você sabe que era apenas um filme...

Desvie-se!
Dos que te desviam, ou querem te desviar do bom caminho.
Do caminho que você acredita ser o mais justo.
Pessoas assim, querem apenas te arrastar para o buraco em que vivem.

Desvie-se!
Das facilidades da reclamação.
Antes, concentre-se em encontrar uma solução.
Pense, reaja, lute, insista, levante-se, limpe o rosto,
seja a força que deseja ver nos outros.

Desvie-se!
Da dor, seja ela qual for,
com a certeza de que tudo passa.
Até nós, que somos eternos, passaremos.
Então, desvie-se das pedras e abrace as flores.
A vida pede mais do que sonhos.
Pede atitudes.

Paulo Roberto Gaefke

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget