Páginas

sexta-feira, 9 de maio de 2014

NO AMOR NÃO TEM CESÁRIA...


Esse texto é uma pequena homenagem à uma série de casais amigos meus que terminaram seus namoros recentemente.

Uma vez alguém me disse que os homens nunca sentiriam dor pior que o parto, pois eu lhes digo, eu senti. A dor de amar, que pode ser sentida tanto por homens, quanto por mulheres, deve ser a pior que existe. No parto você pelo menos sabe que quando o bebê nascer a dor vai passar, mas no amor essa dor vai e volta, sem hora pra acabar. Pior ainda é que muitas vezes você nem quer esquecer a dor. Coloca logo um CD dos anos 80 e num ritual masoquista fica lembrando dos bons momentos com a(o) amada(o). É uma dor que te faz mal, mas que você não quer largar.

É horrível saber que a outra pessoa não te ama da mesma forma. Você sabe que ela não tem intenção de magoar, e que é apenas o seu jeito. O que é pior, pois sabe que ela nunca irá mudar. Você acaba querendo terminar tudo, mas ama tanto aquela pessoa, que acaba sem coragem! É triste constatar que você “não era tudo aquilo que ela tinha sonhado”.

Mas, a fila sempre anda! E tem tanta mulher aí, que eu garanto a qualquer um dos meus amigos: esse tipo de “coisa” nunca irá nos faltar! Hehe! A dor realmente vem, mas depois que passa não existe sensação mais pura de liberdade! Não existe mais aquela pressão, você não deve mais satisfação a ninguém. Então aproveitem porque esse período de liberdade não dura para sempre, como eu já disse uma vez: nós, homens, temos o terrível hábito de estarmos sempre nos engaiolando!

Israel Alves

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget