Páginas

quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

UMA LIÇÃO BACANINHA PARA SE RELACIONAR MELHOR

“Atrair pessoas solidárias, boas ouvintes, é sinal que vigiamos o nosso desabafômetro. 
Ser desagradável não produz satisfação em ninguém e terminamos como “espalha-rodinhas”, ou atraindo gente grossa. Ah, mas é tão gostoso dar uma reclamadinha básica, soltar uns queixumes, liberar o nosso ego de vítima. Delícia desabafar. Tantas vezes, a pessoa nem precisa ser idosa para produzir um campo enorme de insatisfação, porque o seu “desabafômetro” parece uma trombeta gigante. 
Entenda que a grande maioria ainda está longe do degrau evolutivo do amor, da bondade e da compaixão. Por isso, fogem do nosso vazamento repetitivo. 
Ao se relacionar com o mundo, (o mundo pode ser qualquer pessoa) se lembrará que é a satisfação que motiva e move todos, incluindo a si e os bichinhos de estimação. 
Por satisfação entenda ações efetivas de apoio, solidariedade e auxílio. Note bem: a comunicação, o jeito de abordar, a forma como você vai dizer aquelas coisas chatas, ah, isso também é muito importante. Sonde, observe, use o discernimento, e, se precisar, dance conforme a música. Exemplo? Primeiro diga uma coisa bem boa sobre o seu ouvinte, depois diga a coisa ruim, e finalize com uma outra coisa boa. 
Desse modo não vão pensar que você é samba de uma nota só. Daí? Antes de tudo, tornar-se autenticamente agradável é a chave das melhores atrações. No lado oposto, quando for você a vítima das trombetas ou o detentor psicológico do sofrimento alheio, aproveite para desenvolver a serena e linda cara de paisagem, até conquistar inúmeras virtudes, inclusive, santificar-se.” 

Nilsa Alarcon e J. C. Alarcon

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget