Páginas

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Primeiro fique sozinho.
Primeiro comece a se divertir sozinho.
Primeiro amar a si mesmo.
Primeiro ser tão autenticamente feliz, que se ninguém vem, não importa; você está cheio, transbordando.
Se ninguém bate à sua porta, está tudo bem -
Você não está em falta.
Você não está esperando por alguém para vir e bater à porta.
Você está em casa.
Se alguém vier, bom, belo.
Se ninguém vier, também é bom e belo
Em seguida, você pode passar para um relacionamento.
Agora você se move como um mestre, não como um mendigo.
Agora você se move como um imperador, não como um mendigo.
E a pessoa que viveu em sua solidão será sempre atraídos para outra pessoa que também está vivendo sua solidão lindamente, porque o mesmo atrai o mesmo.
Quando dois mestres se encontram - mestres do seu ser, de sua solidão -felicidade não é apenas acrescentada: é multiplicada.
Torna-se uma tremendo fenômeno de celebração.
E eles não exploram um ao outro,, eles compartilham.
Eles não utilizam o outro.
Em vez disso, pelo contrário,
ambos tornam-se UM e
desfrutam da existência que os
rodeia.

Osho

2 comentários:

NúbiaLima disse...

Precisamos nos conhecer primeiro, nossos limites, nossos gostos, nosso amor próprio, termos consciência de nossas qualidades, para depois conhecer outra pessoa e, se tal não comungar com nosso nível de auto-conhecimento e aceitação, bons frutos não serão colhidos.
Parabéns pelo blog!
http://motivospelosquaisestoufelizhoje.blogspot.com

Maria J. T. Lima disse...

Obrigada pela visita Núbia, volte sempre que quiser!

Bjos
Ju

Ocorreu um erro neste gadget