Páginas

sábado, 7 de fevereiro de 2009

MORADA...


Penso e repenso na felicidade como possível, algo que temos a obrigação de buscar sempre.
Por isso, sofro ao ver os infelizes, os que vivem reclamando da vida, acomodados na dor que pensam ser natural.
"Dor e sofrimento, devem ser passageiros, percalços no caminho, lições da matéria que menos gostamos."
Por isso, tenha esta certeza: -nascemos para viver a plenitude da felicidade.
Ter o gozo do amor, da saúde, da esperança, do convívio com amigos e familiares, serenidade para decidir o que é melhor.
Fazer pontes que liguem o amor ao respeito.
E, é por respeito a você, que o amor quer fazer morada no seu viver.
Deixe-se envolver pela solidariedade, espalhe a delicadeza da simpatia, dos pequenos gestos solidários, educação, respeito, paciência e generosidade, são os caminhos que levam à felicidade.
Simples assim, fácil até demais: - você faz para os outros o que gostaria que fizessem por você!
E sem esperar nada em troca, a resposta vem em forma de amor duradouro, amor que não se mede, que se repete em ciclos eternos, porque o amor é a eternidade dos nossos desejos, a felicidade de realizar-se em si mesmo,
oportunidade de servir, crescer e dividir.
Não desista de ser feliz!
Paulo Roberto Gaefke

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget