Páginas

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

QUANTO DURA?


O que você vai fazer com a sua alegria, quando o seu maior sonho virar realidade?
O que você vai inventar para comemorar a conquista?
Será que você vai dar valor depois que ganhou?
Quanto tempo dura a felicidade de se ter algo tão desejado?
Quantos se casam cheios de promessas e juras de amor eterno, e depois de algum tempo se deixam levar pela rotina,
chega o desânimo, as traições, a desilusão, a separação...
Quantos imploram por um emprego, e quando o conseguem, valorizam por uns dias e em breve se juntam aos insatisfeitos, e reclamam da empresa até sem razão.
Quantos fumantes, alcoólatras, drogados, quantos infelizes da alma, hienas da reclamação inútil.
Quanto descaso com a vida meu Deus!
Até quando daremos mais valor aos sapatos, que aos pés?
Até quando o que a pessoa possui em bens materiais, será mais valioso que o seu caráter?
Até quando os pais deixaram a educação dos filhos para a escola?
Até quando toleraremos a violência como coisa banal?
Até quando esperaremos por um milagre sem nenhuma ação?
É tempo de acordar!
Despertar para a fé viva que pede COMPROMETIMENTO!
Comprometa-se com a sua saúde, mas cuide do seu quintal.
Comprometa-se com a sua felicidade, mas ampare o caído.
Comprometa-se com a sua paz, mas não atormente ninguém.
Comprometa-se com a vida, mas evite comentar a dos outros.
Comprometa-se com o meio que vive, faça a sua parte, seja educado, honesto, gentil, prestativo, trabalhador, e se alguém não for assim, ensine com as suas atitudes, não com o discurso vazio dos que nada fazem, mas muito pedem.
Comprometa-se com Cristo que espera apenas uma atitude dos que se dizem cristãos: "O que queres que os homens façam por ti, faça igualmente por eles."
Paulo Roberto Gaefke

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget