Páginas

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

SOU FELIZ...


Diga sem receio de parecer tolice:
- Eu sou muito feliz!
Ainda que nesse momento uma sombra de dúvida esteja atormentando o seu pensamento.
Ainda assim, repita, sem medo:
- Eu sou muito feliz!
Ainda que os problemas pareçam enormes, sem saída, repita com determinação, sem pensar no que te aflige:
- Eu sou muito feliz!
Parece que estamos com medo de admitir, mas, cada um, no seu mundinho, tem motivos para ser feliz, pode procurar, mesmo ai na cama do hospital, a alegria vai apressar a sua alta.
Mesmo espremido na cela de uma prisão, é um tempo para refflexão, para melhorar-se, sem revolta.
Mesmo depois do acidente trágico, ainda é você que eu vejo, é a vida que está em você pedindo para ser vivida.
A vida pede comemoração, e você deve dizer, com convicção:
- Eu sou muito feliz!
Não tenha medo de assumir o riso, a vontade de rir das suas "trapalhadas", o mico que você pagou na semana passada, tudo continua valendo a pena, menos a tristeza da "alma pequena".
Assuma outro estado, deixe a alegria te contagiar, primeiro com uma lembrança boba, depois uma vontade de mudar,
depois um passo em direção ao novo estilo, depois a risada escancarada, e quando menos você espera, está vivendo a felicidade plena de ser simples, de comemorar cada conquista, ainda que seja muito pequena aos olhos do mundo,
tipo,"os cabelos que não caíram nesta manhã", o pãozinho quentinho que você pode comer.
A vida é simples, nós é que complicamos, criamos sonhos gigantescos, queremos mandar nos desejos dos outros,
queremos moldar às pessoas conforme a nossa vontade, por isso sofremos, queremos demais...
Hoje, só por hoje, repita com vontade:
- Eu sou muito feliz!
Leia de novo esse texto, todos os dias, até ter a mais absoluta certeza de que:
- Eu sou muito feliz!
e assim será, Maktub!
Paulo Roberto Gaefke

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget