Páginas

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

CRIAMOS...


A cura, a dor, a doença, a raiva ou o amor, tudo está dentro do seu universo pessoal.
Somos seres de Luz, maravilhosas máquinas de criação.
Criamos o nosso céu, e nele o paraíso, ou o inferno, e nele nos consumimos.
É em nós que habitam os fantasmas que criamos, através do ciúme, da inveja, do desrespeito que nos tratamos,
daquelas certezas de que coisas ruins vão nos acontecer, quando deveríamos nos concentrar no que queremos.
Assim, o endividado só consegue falar e ver dívidas, como o depressivo, que só consegue ver tudo cinza, ou o pessimista, que em meio ao sol do verão, leva a blusa de frio, esperando uma mudança a tarde.
Os materialistas, os que só acreditam vendo, os que odeiam sem motivo concreto, os que maldizem a vida, desconhecem Deus, nem imaginam o que seja a fé.
Gente que não faz, que espera, reclama, não participa.
Hoje ainda, através da mudança de hábitos e pensamentos, você pode transformar o espinho da rosa em beleza,
iluminar o vaso da sua vida com certezas de dias melhores, amar sem distinção, fazer mais do que reclamar,
descruzar os braços da insatisfação e buscar o prazer de fazer bem feito, seja lá o que você for fazer.
É assim que os "milagres" acontecem, quando o homem sai da sua casca de infelicidade, quando decide ser feliz haja o que houver, descobrindo suas capacidades, valorizando seu potencial, tomando as rédeas da vida, conduzindo o seu carro nessa estrada da verdade, rumo a simplicidade, rumo a felicidade.
Paulo Roberto Gaefke

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget