Páginas

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

LEVE O AMOR...


O amor cabe em qualquer lugar, em qualquer hora.
No trânsito maluco das cidades, no meio da rua, na condução espremida, no caminho de pedras.
Onde puder, leve o amor como companhia.
Faz dele a sua arma, o seu cartão de visitas.
Por isso:
ao falar, não use a língua como arma, ao invés da crítica dolorosa, a instrução amorosa;
ao solicitar um serviço, faça-o com serenidade, o amor, antes de mais nada é educação.
Não grite, o amor é paciente;
não se perturbe, o amor é certeza de que tudo passa;
não se angustie, o amor cria portas;
não se desespere, o amor ampara;
não se entregue, o amor é resistência;
não se isole, o amor pede companhia;
não se reprima, o amor é força; e por ser amor, te completa, transborda da sua alma e alcança a minha.
O amor é semente que cresce sempre, dá flores, frutos, embeleza a vida, sustenta a alma, toca o Criador, que é Pai de todos, é o próprio amor.
Para onde você for, leve-o com você, o mundo vai ganhar novas cores, e a esperança será a certeza de dias melhores.
Dia que começa agora, transformado por você, ser humano abençoado, que vai amar e ser amado.
Paulo Roberto Gaefke

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget