Páginas

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

SENSATEZ...


Quando estamos no mar, perto de um afogamento, temos que parar de nos debatermos e encontrar forças para com calma, simplesmente boiar.

Quando recebemos uma notícia dramática, inesperada mesmo, por maior que seja o abalo, o que nos resta é buscarmos um copo com água e beber lentamente para nos acalmarmos, evitando assim um infarto.

Quando estamos dirigindo sob uma forte chuva, daquelas que não enxergamos nada, devemos cuidadosamente procurar uma maneira de parar em segurança e esperar a chuva passar.

Quando estamos atolados de dívidas, cheio de cobradores na nossa cola, temos que de maneira sensata, parar imediatamente de fazer novas dívidas, e pagar a cada um dos credores conforme as nossas possibilidades, "sem fazer novas dívidas", sem buscar soluções milagrosas em financeiras ou agiotas.

Quando o relacionamento está naufragando, cheio de brigas e discussões, isolamento, traição e outros problemas, o casal deve buscar em entendimento, se fortalecerem, unindo-se na busca daquele sentimento que um dia os uniu,
tendo a certeza absoluta que, a separação e um novo relacionamento não é solução, é simplesmente uma transferência de problemas.

Tudo isso é a sensatez quem o diz, a sabedoria e a razão que falam trazendo luz para nossos problemas,
trazendo a solução real que infelizmente, no hábito de fugir dos problemas buscamos inventar soluções mágicas:
loterias, apostas, cassinos, máquinas, bingos, empréstimos, financiamentos e outros subterfúgios, e isso acaba nos colocando em uma forca onde só falta mesmo chutar o banquinho para o nó esticar.

Diante dos problemas, pare tudo, pare as lamentações, o sensacionalismo, aquela mania de chorar por qualquer coisa. Enxugue essas lágrimas para enxergar a solução, ou soluções: conversa franca, sinceridade, abrir o coração, fazer contas da sinceridade, lutar mais um pouco, levantar a cabeça e gritar pela dignidade da sua vida, "rodar a baiana" se precisar, dizer basta, dizer CHEGA!, e dizer "eu te amo sem medo de ser piegas", a verdade, a razão, a justiça e Deus,
tudo caminha junto de quem assume a direção da própria vida.
Que tal dirigir o carro da sua vida?

Paulo Roberto Gaefke

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget