Páginas

sábado, 3 de julho de 2010

VÁ EMBORA...


Vai embora
Esqueça abraços, beijos, desejos, abandono, o calor.
Esqueça sussurros, roçar da pele a quentura do amor.
Esqueça o banho o chuveiro, a gota que o corpo banha mãos que deslizam, o corpo acorda de prazer. Esqueça a língua molhada passeia atrevida toca você.
Esqueça as pernas dobradas encaixadas, na forma do amor.
O perfume que brota da cama em desalinho como um gemido de dor.
Se esforce no longo caminho ao refazer esse ninho que um dia deitei.
Vai lembrar no primeiro abraço a triste realidade essa não sou eu.

Neuza Maria

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget