Páginas

segunda-feira, 4 de março de 2013

Tudo quanto vive, vive porque muda; muda porque passa; e, porque passa, morre.

Tudo quanto vive perpetuamente se torna outra coisa, constantemente se nega, se furta à vida.

Fernando Pessoa

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget