Páginas

sexta-feira, 24 de maio de 2013

A INTELIGÊNCIA E A VIDA...


Num dia qualquer do seu tempo, cansado de tantas lutas.
Você decide olhar para o horizonte e contemplar a Vida.
A sua vida. 
Essa apressada que passa pela janela da existência,
entre o carregar de fardos, o suportar de dores, e uma mistura de alegrias passageiras.
Tudo que é muito especial e maravilhoso, parece durar tão pouco.
Já a dor, a separação, a morte ou a doença, parecem ter um peso enorme.

Por isso, nesse dia em que a sua inteligência chamou a sua atenção.
Você parou tudo e ouviu o seu coração.
Será que eu preciso tanto de tantas coisas assim?
O carro, o terno, a bota, os celulares, o tablet, o regime, o chefe?
Será que posso viver como índio na taba antiga?
Ou preciso de menos tranqueiras para viver aqui mesmo.
Assim, você vai desligando preocupações que nem são suas.
E deixa a Vida ser plenitude.
E você percebe que existe algo além da sua própria vida.
O Universo que resiste milhões de anos, mostra estrelas sempre brilhantes.
E uma delas, parece-lhe sorrir, e olha que ela sempre esteve ali.
É a Vida, essa amorosa companheira que te quer tão bem e convida:
-vem alma querida fazer festa sem despedida.
Que somos mais que o tempo sem idade,
somos a própria eternidade.
Juntos, rumo à felicidade.

Paulo Roberto Gaefke 

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget