Páginas

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

O QUE HABITA EM MIM...


Se eu não me enxergo, como posso querer ver a beleza da vida?
Como posso valorizar-me, se desconheço o que há de bom em mim?
Como falar de amor para alguém, se não falei de amor para minha alma aflita?
Como consolar o próximo, se o próximo que habita em mim está perdido?
Como buscar a paz pelo mundo, se dentro de mim há uma guerra sem fim?
Como marcar minha passagem pela vida, se os meus passos estão incertos?
Como chegar até Deus, se eu mesmo não me encontrei?

Pare!
Busque um encontro urgente com você.
Descubra seus pontos positivos e valorize-os,
perceba os pontos negativos e trabalhe-os,
conheça os seus desejos mais íntimos,
perceba a beleza do que habita em você,
sinta o seu cheiro, acaricie a sua pele,
passe a mão pelos pensamentos negativos,
jogue-os na lata de lixo do passado, e siga em frente.
Descubra-se por inteiro.

É em você que a vida busca motivos para entregar-lhe a paz, a esperança, os sonhos, a conquista
e o amor.
Se você não se valoriza, a vida passa batida, não enxerga esse ponto minúsculo no Universo.
Somos grãos de areia perdidos no tempo, e só com a valorização pessoal, podemos, fazer uma marca em nós mesmos, que avisa, que alerta a Vida, que merecemos a felicidade.
É tempo de reconhecer-se merecedor do melhor.

Paulo Roberto Gaefke

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget